domingo, 25 de setembro de 2016

Eletrizante a final da Copa FBR em Pirapora do Bom Jesus - SP



RESULTADOS OFICIAIS EM BREVE

Aconteceu na manhã neste domingo gelado, a final da Copa FBR na pequena cidade de Pirapora do Bom Jesus, no formato XCM, com um excelente números de ciclistas, divididos em muitas categoria por faixa etária, opção que agradou a todos que da competição participaram.


Fernando Bergamini, o principal organizador da competição de Mountain Bike, tem o mérito de chamar pra sí o evento como um todo e assim se pôde perceber seu empenho pessoal para que a final transcorresse sem maiores incidentes. Nos momentos que antecediam a largada, ele anunciou para novembro uma prova em dois dias, isso para fechar com chave de ouro os eventos da FBR Esportes.


Nesta final, como forma de agradecimento a todos os atletas que participaram de qualquer uma das etapas, o Fernando mandou estampar em um banner gigante todos os nomes dos que da Copa FBR participaram na temporada 2016, fato muito bem recebido pelos competidores. 

A Etapa Final
O Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita a TV", teve a oportunidade de participar aos 62 anos, da Veterano Sport C 55+ e destacou que o percurso foi bem sinalizado, com distribuição de água gelada em vários pontos de um circuito desafiador, mas sem pontos de perigo maior para os biker, pontuando que que na chegada, além da medalha de participação, houve farta distribuição de frutas e isotônicos.


sábado, 24 de setembro de 2016

Making Of do Desafio Atacama 2016 - 600 Km em 6 dias pelo deserto mais árido do mundo


No aguardo da produção final do documentário "Desafio Atacama 2016 - 600 Km em 6 dias pelo deserto mais árido do mundo", cujo objetivo principal da participação dos brasileiros Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV" e de Marcello Ruivo, instrutor técnico da "CicloFemini - Escola de Pilotagem de Bicicletas" e de mais 0utros 8 chilenos pertencentes a Global Care Latinoamérica, foi a arrecadação de fundos para a construção de uma escola que visa dar instrução mínima para crianças analfabetas e muito pobres do Paquistão, nada melhor do que conhecer os bastidores desse épico Desafio.

O translado de brasileiros e chilenos a Calama.
Para os brasileiros a porta de entrada ao Deserto do Atacama, região norte do Chile, se deu pelo aeroporto de Calama, também ponto inicial do Dasafio Atacama, que teve a mítica cidade de San Pedro de Atacama como ponto de maior convergência para metade do percurso de um total de 600 km em 6 dias.

"Para mim e o Marcello, que fomos de avião até Calama, o único ponto de maior estresse foi a rigorosa revista pela Aduana chilena durante a conexão em Santiago, quando bananas, e um pequeno pedaço de madeira, foram acertadamente confiscados pelas autoridades locais, além de implicarem com o Marcello, quanto a documentação da sua bike, que estava em ordem por sinal.

Para os 8 companheiros chilenos foram muitas horas de carro desde Valparaíso, residência de todos, cuja distância, 1500 km, foi muito cansativa, tudo para levar em dois veículos de apoio, provisões alimentícias, centenas de litros de água, as bikes, barracas e toda a bagagem dos participantes, que ficaram a cargo dos companheiros chilenos, Victor Bascuñan e Carlos Letelier, pessoas que entregaram tudo de si para nos manter alimentados, hidratados e protegidos das intempéries do deserto mais árido do mundo, uma das principais razões principais do sucesso coletivo do grupo" - inicia o relato o Professor Arnaldo.

Maickel Caroca, um apóstolo, um guia, o mestre!
"Outro grande destaque do Desafio, por sua tenacidade, espírito de liderança e mentor dos roteiros e do sucesso da empreitda, pode sem dúvida alguma, ser creditado ao Pastor Maickel Caroca, criados do "Pedalear para proveer", braço desportivo da Global Care, soube como ninguém manternos unidos, concentrados no objetivo de cumprir os 600 km, inclusive fazendo alterações diárias nas distâncias a serem cumpridas, bem como nos itinerários, tudo para garantir a segurança física e moral de todos os particiantes" - continua o Professor.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Maravilloso pedalear por el Valle de La Muerte y la Garganta del Diablo - Day 2 DESAFIO ATACAMA



Por iniciativa de la "Pedalear para proveer", brazo deportivo de la Ong. chilena Global Care, los brasileños Arnaldo Farias y Marcello Ruivo, invitados por los ciclistas chilenos Maickel Caroca, Alex Rojas, Jonathan Zúñiga, Jorge Muñoz, René Arenas, Vladimir Recabarrem y la asistencia de los compañeros Carlos Letelier y Victor Bascuñan, todos se aputanron para el Day 2 del Desafio Atacama 2016.


Por iniciativa da "Pedalear para proveer", braço desportivo da Ong. chilena Global Care, os brasileiros Arnaldo Farias e Marcello Ruivo, convidados pelos ciclistas chilenos Maickel Caroca, Alex Rojas, Jonathan Zúñiga, Jorge Muñoz, René Arenas, Vladimir Recabarrem e a assistência dos companheiros Carlos Letelier e Victor Bascuñan, todos se apresentaram para o Day 2 do Desafio Atacama 2016.

Después del durísimo Day 1 donde salimos de Calama llegando a San Pedro de Atacama, enfrentando frío, calor, terrible elevación altimétrica, que llegó as los 3.450 metros por encima del nivel del mar, hoy fuimos pedalear por el Valle de la Muerte y la Garganta del Diablo, dos de los destinos más importantes del Desierto de Atacama.

Depois do duríssimo Day 1 quando saímos de Calama chegando a San Pedro de Atacama, enfrentando frio, calor, terrível elevação altimétrica, que chegou aos 3.450 metros acima do nível do mar, hoje fomos pedalar pelo "Valle de la Muerte y la Garganta del Diablo", dois dos destinos mais importantes do Deserto de Atacama.

A pesar del recorrido ser corto, alrededor de 41 km, el Valle de La Muerte presentaba, caminos de ripio, senderos con grande elevación y muchas rocas, es decir, un trayecto bastante técnico, que exigió mucha habilidad de todos los ciclistas. Sin embargo, las formaciones rocosas fueron un regalo para los ojos de los participantes, llevando el grupo a un estado de innimensa felicidad.

Apesar do percurso ser curto, ao redor de 41 km, o "Valle de La Muerte" apresentava trilhas, single tracks com grande elevação e muitas rochas, ou seja, um trajeto bastante técnico, que exigiu muita habilidade de todos los ciclistas. Entretanto, as formações rochosas foram um presente para os olhos dos participantes, levando  ogrupo a un estado de imensa felicidade.

Un poco menos técnico más de una belleza inigualable, otras agradables sorpresas estaban reservadas al grupo en la "Garganta del Diablo" una cadena de  senderos angostos en medio de muchas rocas de gran altura y increíble formaciones, un espetáculo de la naturaleza, un gran final para un día de pedaleo lleno del poder de los vientos y del desierto más arido del mundo, imágenes que pueden ser vistas en el video presentado arriba.

Um pouco menos técnico mas de uma beleza inigualável, outras agradáveis surpresas estavam reservadas ao grupo na "Garganta del Diablo" uma cadeia de  trilhas e single tracks estreitos em meio a muitas rochas de grande altura e incríveis formações, um espetáculo da natureza, um grande final para um dia de pedal pleno do poder dos ventos e do deserto mais arido do mundo, imagens que podem ser vistas no vídeo apresentado acima.


domingo, 18 de setembro de 2016

Day 1 101 km Pedaleando cerca del cielo - Desafio Atacama 2106 Calama a San Pedro de Atacama


Texto en español y portugués a la vez.

Recomendable leer el artículo anterior. Recomendável ler o artigo anterior.

Bueno, en la fría mañana del día 7 de septiembre (5 grados positivos), partimos yo, Profesor Arnaldo, editor jefe del Portal "Nóis na Fita a TV" y Marcello Ruivo de la CicloFemini - Escuela de Pilotaje de bicicletas, los dos de Brasil, juntamente con más seis compañeros de Chile, todos comandados por el apóstol Maickel Caroca, además de dos simpaticísimos chilenos en el apoyo, eso en dos vehículos, que llevaban provisiones y mucha agua, pues no habría nada o nadie en el recorrido de 101 km de Calama a San Pedro de Atacama, el corazón del desierto más árido del mundo.

Los chilenos son:
Rene Arenas Maickel Caroca Jorge Muñoz Jonathan Zúñiga Vladimir Recabarren Alex Rojas Asistencia: Víctor Bascuñan Carlos Letelier

Bem, na fria manhã do dia 7 de setembro (5 graus positivos), partimos eu, Professor Arnaldo, editor chefe do Portal "Nóis na Fita a TV" e Marcello Ruivo da CicloFemini - Escola de Pilotagem de bicicletas, os dois do Brasil, juntamente com mais seis companheiros do Chile, todos comandados pelo apóstolo Maickel Caroca, além de dois simpaticíssimos chilenos no apoio, isso em dois veículos, que levavam provisões e muita água, pois não haveria nada ou ninguém no percurso de 101 km de Calama a San Pedro de Atacama, o coração do deserto mais árido do mundo.

Nosotros, los brasileños, ni los chilenos, nunca habían pedaleado tantos kilómetros en una altitud que empezó a los 2.400 metros por encima del nivel del mar, llegando a más de 3.400 metros en su punto mayor, que junto al frío y al viento congelante de las primeras horas de la mañana y después al calor terrible de más de 32 grados positivos ha valorado el inmenso esfuerzo de los ocho ciclistas, ya que sólo los brasileños estaban acostumbrados a carreras o competiciones de ciclismo. Falta de aire, frío, sudor, calambres, agotamento, ha testado las fuerzas de los guerreros rumbo al punto más alto de la carretera en el kilómetro 60.



Nós, os brasileiros, nem os chilenos, nunca haviam pedalado tantos quilômetros em uma altitude que começou nos 2.400 metros acima do nível do mar, chegando a mais de 3.400 metros em seu ponto maior, que junto ao frio e ao vento congelante das primeiras horas da manhã e depois ao calor terrível de mais de 32 graus positivos valorizou o imenso esforço dos oito ciclistas, já que somente os brasileiros estavam acostumados a provas ou competições de ciclismo. Falta de ar, frio, suor, câimbras, esgotamento, testeou as forças dos guerreiros rumo ao punto mais alto de la rodovia no quilômetro 60.

Como compensación los 20 km siguientes fueron de un descenso alucinante, incluso nuestro compañero René de Chile, ha superado los 101 km de media horaria. 

Como compensação os 20 km siguintes foram de uma descida alucinante, inclusive nosso companheiro René do Chile, superou os 101 km de média horaria. 

Finalmente, después de 5:30 horas de pedaleo de mucha esperanza, determinación y lucha, con una media alrededor de 18 km/h hemos todos llegados, cansados y muy bien alimentados a la mítica ciudad de San Pedro de Atacama, un oasis en pleno desierto de Atacama, que más parece una pequeña villa de siglos anteriores, pero de uma hermosura increíble.

Finalmente, depois de 5:30 horas de pedal de muita esperança, determinação e luta, com uma média ao redor de 18 km/h chegamos todos, cansados e muito bem alimentados à mítica cidade de San Pedro de Atacama, un oásis em pleno deserto do Atacama, que mais parece uma pequena vila dos séculos anteriores, mas de uma beleza incrível.

Para el dia siguiente, el Day 2, nos estaba reservado la explotación del Valle de la Muerte y de la  Garganta del Diablo, seguramente, dos de los locales más increíbles del Desierto de Atacama, sabidamente el desierto más árido del mundo. 

No se lo pierdan!


Para o dia seguinte, o Day 2, nos estava reservado a explotação do "Valle de la Muerte" e da  "Garganta del Diablo", seguramente, dois dos locais mais incríveis do Deserto do Atacama, sabidamente el deserto mis árido do mundo. 

Fiquem ligados!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Brasileiros e chilenos triunfam no DESAFIO ATACAMA - 600 km em 6 dias pelo deserto mais árido do mundo

Teaser - Desafio Atacama 2016 - Chile - 7 a 12 09 16 - Pedalear para proveer


Os brasileiros Marcelo Ruivo, da CicloFemini - Escola de Pilotagem de Bicicletas e o Professor Arnaldo, do Portal "Nóis na Fita a tv", juntamente com mais 6 chilenos residentes em Valparaiso, região litorânia do Chile, venceram o Desafio Atacama 2016, que consistia em percorrer de bicicleta 600 km em 6 dias pelo deserto mais árido do mundo, com o objetivo de angarear fundos para a construção de uma escola para crianças pobres no Paquistão.

Os ciclistas chilenos são:
Rene Arenas Maickel Caroca Jorge Muñoz Jonathan Zúñiga Vladimir Recabarren Alex Rojas Asistencia: Víctor Bascuñan Carlos Letelier

Para dar maior contextualização dos porquês do Desafio Atacama, recomendamos ler antes o artigo: 

Desafio Desierto Atacama 2016 terá a participacão especial do Professor Arnaldo


O dia-a-dia do DESAFIO ATACAMA 2016 - Pedalear para proveer
A "Nóis na Fita a TV", a cada três dias vai publicar um artigo com o DAY 1, 2, 3, 4, 5 e 6 com detalhes incríveis e pormienor do desafio, que certamente, vai encantar os aventureiros e as pessoas que tem como lema ajudar ao proximo.

Fique ligado!