sábado, 22 de abril de 2017

Participe você também da Campanha Lixo no lixo CICLO CAPIVARA

Na última sexta feira, dia 21 de abril, o Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV", atendendo à convocação para participar da "Campanha Lixo no lixo CICLO CAPIVARA, conferiu de perto o evento criado para conscientizar os ciclistas que usam a Ciclovia da Marginal de Pinheiros, uma grande iniciativa de um grupo de Cicloativistas, comandada pela nossa querida Roberta Godinho, junto a outras 9 pessoas, um verdadeiro exemplo para todos.

Confira abaixo, como fazer parte dessa ação em prol de nós mesmos, ciclistas solidários e conscientes, acessando ao página no Facebook: CAMPANHA LIXO no LIXO


CICLO CAPIVARA
21/04 à 21/05

O LIXO que vemos no Rio é a soma do LIXO jogado no chão por cada um de nós. Seja a Mudança que você quer ver no Mundo.

➢ A campanha contará com três categorias de premiação:
1. Pessoa que coletar maior quantidade de lixo (o lixo coletado deverá ser colocado nas cestas das bicicletas localizadas nos pontos de apoio da Ponte da Usp e Vila Olímpia)
2. Melhor frase que defina a campanha 
3. Melhor foto referente à campanha
➢ Cada categoria de premiação terá um júri composto por 3 pessoas de acordo com a respectiva área de atuação: 
1. Foto comprovando maior quantidade de lixo coletado
2. 3 jornalistas 
3. 3 fotógrafos

Os Prêmios serão Doados pelos Apoiadores

- Velodrome - 1 Camisa de Ciclismo de Jersey
- Brooklim Bike Café - 1 Par de Luvas Fox
- Vento a Favor - 1 Jogo de Ferramentas Crank Brothers Multi-19
- SRD Sem Raça Definida - 1 Fita de Guidão em Couro
- Maxx Bike SP - 1 Pedal Shimano M-520
- Ciclo Ravena - 10 Caramanholas
- Biketoor - 1 Camisa de Ciclismo de Jersey - 1 Bolsinha de Selim - 1 Suporte de Garrafa - 2 Potes Pastilhas Efervecentes SUUM
- CubNuts - O kit contém: 1 Pack de CubNuts 1 Pacote de CubCookies funcionais com 12 unidades (chamado de Pé na Jaca) 1 Bolo funcional de banana com canela. (1 KIT para o Vencedor de cada Categoria)

Envolvidos na Campanha e Apoiadores

Roberta Godinho - Pedalar é Viver
Raquel Jorge
Raquel Schein - Pagina da Rachel
Renata Mesquita Pelotão das Minas
Mariana Ferreira - Cartunista
José Peixoto
Rafael Taminato
Guilherme Leite - Trilha Bike
Tom Cox - Ciclo Café Bornia & Cox e Atravecity
Rogério - Criart Comunicação

Lembrando que os Vencedores terão que retirar seus Brindes nas próprias Bicicletarias e as FOTOS e FRASES postadas no Evento é que estarão valendo.

Nossa Campanha durará 1 mês de 21 de Abril a 21 de Maio de 2017



Portanto, você meu caro ciclista, que frequenta regularmente a Ciclovia da Marginal de Pinheiros, certamente tem mais uma razão para entrar de cabeça, -com capacete é claro - e fazer a sua parte na conservação de um dos poucos espaços em que se pode pedalar sem o perigo de ser atropelado, cujo percurso oferece uma séria de conforto, tais como, banheiros, água potável e segurança, oferecida pela CPTM - Companhia de Trens Metropolitanos.


quarta-feira, 15 de março de 2017

Últimas dicas para a Ciclo Peregrinação a Santiago de Compostela em junho

Fernando Braga, diretor geral da Bike Line Brasil e Bike Line Espanha estará em São Paulo para dar as últimas e mais importantes dicas para as pessoas que desejem fazer uma tranquila peregrinação de bicicleta pela Caminho de Santiago de Compostela, que terá várias datas de saída neste ano de 2017.

Para tanto, há que se marcar horário acessando https://www.urbeecoworking.com.br/ , para que você, seus queridos amigos e familiares sejam atendidos pessoalmente na Rua Domingo de Morais, 1457, Sala 07, Edifício Lafer na Vila Mariana(CEP: 04009-003, ou ligue para (43) 99639-0743 WhatsApp.


Assim, neste ano de 2017,você e seus amigos não terão como resistir em percorrer de bicicleta o Caminho Francês a Santiago de Compostela e de quebra chegar até o "fim do mundo" em Finesterre, pois o percurso será vencido em 26 dias, com direito a dias de descanso ao longo do mais místico caminho de peregrinação.

O Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV" e o Movimento Bike Line vai levar vocês e seus queridos amigos a pedalar sem pressa e sem estresse, oferecendo bicicletas para aluguel, traslados, entre uma série de mordomias que você pode conferir abaixo:


Incluso no pacote:
. Translado Madri até Saint Jean de Pied de Port  
. Translado Santiago até Muxia e Finisterre
. Translado de Santiago até Madri

. Veiculo ficará disponível nos dias 23, 24 e 26 para o Grupo. 
. Serviço de Guia (acompanha o grupo) – mecânico de bikes
. Caminho das Estrelas (pedal noturno) D +
. Seguro viagem específico para cicloturismo de aventura
. Seguro viagem internacional (tratado de Sheng)
. Bicicletas da marca Specialized, 29 – de acordo com a altura de cada ciclista.
. Equipamentos, como alforges, bomba de ar, sinalizadores, dentre outros.
. Envio de mochilas e alforges por etapa do caminho
. Carro de apoio / entre Saint Jean até Roncesvalles.
. S.O.S Peregrino – 24 horas

Opcional:
1)     Carro de apoio durante todo o percurso ( 21 dias) – (item incluso para este grupo)  
2)     Levar a própria Bike desde o Brasil – (Bike Line) oferece aluguel de Mala Bike.   


NUMERO DE VAGAS – 12

Pré-requisitos: Vontade, pré disposição,  e muita alegria.  Obs: Recomendamos pequenos treinos antes da viagem, com percursos entre 30 a 60 km por dia. 


. Pernoite Peregrino(a) em Albergues com opção de Upgrade. (obs) Bike Line oferecerá a opção de Albergue. Se o grupo preferir ficar em locais mais reservados, não há problemas. Apenas terá que pagar a diferença entre, Albergue, para "habitaciones" privadas. Bike Line poderá enviar uma relação de hostel, de acordo com o Roteiro e garantir reservas em todos os locais pré-definidos. 


Abaixo um exemplo de ROTEIRO em junho / setembro
DATA PROGRAMADA:
Dia 01 –Traslado de Madri para Pamplona -  Pernoite
Dia 02 – Início (a pé) Saint Jean – Roncesvalles
Dia 03 – Roncesvalles – Pamplona
Dia 04 – Pamplona
Dia 05 – Pamplona – Estella
Dia 06 – Estella – Logroño
Dia 07 – Logrono – Najera
Dia 08 – Najera – Viloria de Rioja (Refugio Acácio e Orietta)
Dia 09 – Viloria de Rioja – Burgos  (2 noites)
Dia 10 – Burgos
Dia 11 – Burgos – Convento de San Antón
Dia 12 – Convento de San Anton – Carrión de los Condes
Dia 13 – Carrion de los Condes – Sahagun
Dia 14 – Sahagun – Léon  (2 noites)
Dia 15 – Leon
Dia 16 – Leon – Astorga
Dia 17 – Astorga – Molinaseca
Dia 18  Molinaseca – Villa Franca del Bierzo
Dia 19  Vila Franca del Bierzo – Cebreiro
Dia 20  Cebreiro – Sarria
Dia 21  Sarria – Melide
Dia 22  Melide – Santiago de Compostela  (3 noites)
Dia 23, 24 e 25  - Opções de carro Costa da Morte (Galicia) – Muxia e Finisterre. (possível UP GRADE) pernoite em um destes locais.
Dia 26 – Translado Santiago de Compostela – Madri


Obs: O Roteiro estará sujeito a mudanças de acordo com a vontade de nossos queridos peregrinos, desde que, isso não afete o orçamento pré-estipulado por Bike Line. Nosso objetivo é servir , Es el espírito del camino!  Portanto, tudo pode ser conversado e organizado. 


Equipamentos Obrigatórios: Uso obrigatório de capacete, bicicleta de montanha (fornecida por bike line), caso queira levar a sua, não há impedimentos. Recomendamos o uso de óculos e roupas próprias para ciclismo.

Valor:  26 dias no Caminho de Santiago R$6.000,00 (reais) (por pessoa)  :  parcelamos em 10 vezes, sem juros. Via pag seguro pelo site : www.bikeline.com.br


1)     Poderá ser combinado uma programação de pagamento até a data da viagem.
2)     Os valores deverão estar acertados no máximo 60 dias antes do inicio da viagem.

Desistências: será cobrado o valor de 30% do total.

Solicite ficha de inscrição via email:  bikelinebrasil@gmail.com
Contato Brasil : +(55) 43 – 99639 0743 WhatsApp
Contato España +(34) 679 941 113 WhatsApp

Veja a Ciclo Peregrinação Professor Arnaldo pelo Caminho Francês em 11 etapas, começando pelo link abaixo:

ETAPA 1 SÓ PARA OS BRUTOS - SAINT JEAN PIED DE PORT A ZUBIRI CAMINO FRANCES SANTIAGO DE COMPOSTELA

sábado, 4 de março de 2017

Professor Arnaldo e Luís Trilha aprovam o circuito de cicloturimo Volta das Transições


   
O roteiro Volta das Transições foi especialmente idealizado para a prática de cicloturismo, percorrendo todos os municípios do Circuito Serras de Ibitipoca.
  O trajeto prioriza as estradinhas de terra que cortam os pequenos vilarejos entre as montanhas, atravessam os mares de morros e alcançam famosos atrativos turísticos da Zona da Mata, e sul de Minas Gerais.
   
A região contempla a transição entre diversos ecosistemas florestais. Nos trechos mais isolados do roteiro, a natureza preservada revela a biodiversidade da fauna e flora da Mata Altlântica e dos Campos Altimontanos, inseridos em um mosaico de inestimável beleza cênica.

"Assim, eu, Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita a TV", convidei o meu grande amigo, o Bruto do ciclismo de longa distância, Luís Trilha, morador na cidade litorânea de Caraguatatuba."


O nome “Volta das Transições” se refere à região onde o roteiro está inserido, que inclui em seu mosaico importantes transições de vegetação, relevo, história e cultura, facilmente identificadas nos diferentes trajetos. As mudanças de clima e relevo entre os campos de altitude, mata atlântica, serras, vales e planaltos, somados à diversidade cultural e histórica, revelam os traços da ocupação agrícola e do ciclo do ouro nos caminhos e descaminhos que formaram a identidade singular das povoações em Minas Gerais.
  Essas "transições" se misturam, levando o viajante a reviver diferentes épocas e a sentir toda a biodiversidade natural do Circuito Serras de Ibitipoca.

"Depois de efetuar a inscrição conforme orientações no site, a Volta das Transições que é dividida em 7 etapas. Assim, como o roteiro completo de cicloturismo pode ser iniciado na etapa de sua preferência, eu, o Luís e mais três camaradas de Juiz de Fora, nas Minas Gerais, Roberto Ribeiro, Vivi Gouveia e Jorge Pedrosa, decidimos iniciar o pedal pela Etapa 3, que se inicia em Lima Duarte, cujas informações foram obtidas clicando em cada uma das etapas e ali encontramos dicas, planilhas de navegação para GPS ou em papel e mapas para se localizar durante o percurso" - Continua o Professor Arnaldo.

"Tanto eu como o Luís Trilha adoramos todo o percurso, que nos pareceu bastante exigente, pois os desníveis altimétricos a cada etapa eram bastante acentuados, no que pese a beleza das serras com suas inúmeras montanhas, sempre desafiadoras para qualquer cicloturista, mas que são um deleite para os olhos na totalidade das suas etapas, que renderam muitas risadas, cervejas e novas grandes amizades, tal como a do Robertinho, sempre preocupado comigo". - conclui o intrépido Professor Arnaldo.

Confira alguns detalhes no vídeo abaixo:

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Piracaia 1 Uma pedalada sob media para ciclistas que curtem MTB



"A Trilha auto-guiada "Piracaia 1" apresentada no Guia de Trilhas - Enciclopedia pela Editora Kalapalo é perfeita para ciclistas que já possuem alguma familiaridade com o Mountain Bike, pois dos seus 59 quilômetros de percurso, 46 km são percorridos em estradinha de terra batida, com um bocados de pedras pelo caminho e 13 km de asfalto sem exigir um alto grau de técnica ou preparo físico mais apurado." - inicia sua impressões o Professor Arnaldo Farias, editor chefe da "Nóis na Fita A TV".


Represa de Piracaia
"A cada inicio de temporada eu gosto muito de fazer esse pedal, pois é uma trilha longa, com um pouco de sombra se partir do centro de Piracaia ao nascer do dia, cujo percurso apresenta subidas e descidas leves, sendo que na maior parte do tempo pode-se contemplar a belíssima represa, um colírio para os olhos.


Outro fator a favor dessa trilha é vem do pequeno volume de tráfico de veículos motorizados, embora se tenha que sempre estar atento, sempre pedalando no canto direito da estradinha, que frequentemente está acompanhado de amigo desde sempre, Paulo Moraca" - continua o Professor.



"Por fim, tanto nos 3 primeiros km e nos últimos 16 km em asfalto, embora esteja cheia de lombadas, vale a pena realçar que todo cuidado é pouco nos centro urbano, no que pese Piracaia ser uma cidade muito pacata e acolhedora, lembrando que além da atenção redobrada, em todo percurso não há possibilidade de abastecer-se de água ou qualquer tipo de alimento ou algum tipo de socorro caso ocorra alguma pane mecânica" - conclui o Professor Arnaldo Farias.


Encerrando, vale a pena conhecer o grande volume de Guias, cursos diversos, treinamentos e cicloviagens promovidos pela Editora Kalapalo que tem a frente Guilherme Cavallari, um dos mais renomados especialistas, quando se pensa em esporte e expedições de aventura, seja de bike ou a pé.

Vale a pena conferir!

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Ilhabela: paraíso dos pedais, das remadas e dos amigos de fé!

"Neste carnaval ou em qualquer temporada, Ilhabela é um paraíso para os amantes dos pedais, remadas, encontros familiares e curtir os amigos de fé num dos lugares mais lindos do litoral norte de São Paulo" - inicia o artigo o Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV", que neste mês de fevereiro passou alguns dias pedalando e remando com dos de seus queridos filhos, Michel Fabricio e George André, além da sorte de reencontrar o amigo de Edivando de Souza Cruz, atleta da Elite do Mountain Bike brasileiro que mora e treina em Ilhabela.

É no pedal!
Castelhanos - um clássico dopedal!
Dentre os percursos e trilhas para a prática de MTB, chegar e voltar da "Prais de Castelhanos" é a pedalada mais difícil e a mais clássica, pois da Balsa até o pico da montanha, sobe-se 750 metros em 13 km e chega-se a Praia de Castelhanos em 9 km. Portanto 22 km de pura diversão e suor. Depois de uma bela porção de peixe frito, a batalha e pedalar tudo de volta.

Praia do Bonete - Pedal e Caminhada a pé!
"Menos duro, mas também difícil é chegar até a Praia do Bonete no lado leste de Ilhabela, pois é um sobe e desce danado até terminar o asfalto depois de uns 15 km mais ou menos. Depois de uns 2 km pedalando na terra, há uma trilha e  leva-se mais uns 14 km até a Praia do Bonete, mas de bike é um sufoco, neste dia só conseguimos chegar até a "Cahoeira da Lage", pois em vários trechos não dava para pedalar, então o melhor e preparar um dia para caminhar mesmo até lá na Praia do Bonete.



Praia do Jabaguara- Só no pedalzinho!
Dependendo de onde o ciclista partir, ida e volta à Praia do Jabaquara é molezinha, só mesmo quando acabar o asfalto, que vai aparecer uns sobes e desces divertidos, mas nada que obrigue o biker a descer da magrela e fazer a famigerado "empurra bike" em umas poucas subidas, até chegar ao lindo mar de Ilhabela, um belo refresco neste caloroso verão de fevereiro.

Pedalou? Sim! Então, remou!
"Como o George, meu filho do meio, tem um barco apropriado para corredeiras, navegação em lagoas, represas e na costa marítima, a cada tarde dos nossos 4 dias de pedal por Ilhabela, colocávamos o barco no mar da "Praia Grande", distante 6 km da Balsa que liga São Sebastião a Ilhabela e era diversão na certa além de muitas risadas e mergulhos de snokel para admirar a riquesas do fundo do mar." - continua o Professor.

"No último dia de pedal, a modo da "cereja do bolo", quando estava retornando à pousada vindo da "praia do Jabaguara", cruzei com o amigo Edivando de Souza Cruz, atleta de Elite de MTB, morador de Ilhabela, que me presenteou com uma bela entrevista, publicada a poucos dias no meu Blog" - encerra o intrépido Professor Arnaldo.

Para os videomaníacos, segue um vídeo ilustrativo dos belos dias passados bela família Farias em Ilhabela: