segunda-feira, 10 de julho de 2017

Fenomenal o 1º pedal no LEGADO DAS ÁGUAS na Reserva Votorantim

Se deram muito bem os felizardos 26 ciclistas que neste último domingo, dia 09 de julho, pedalaram no LEGADO DAS ÁGUAS na Reserva Votorantim, a pouco mais de 130 km da capital paulista.

Esse primeiro passeio contou com a organização da Ciclofemini - Escola de Pilotagem de Bicicletas, que tinha como instrutor, Marcello Ruivo e Ricardo Gaspar da One Bike Hub, ambos responsáveis pela criação da Velo Vert, que elabora das trilhas, single tracks e trajetos voltados ao cicloturismo na Reserva, que juntamente como o Staff do próprio Legado das Águas, desde o ponto de encontro na km 348 da Regis Bittencourt, deram total assistência a todos os ciclistas, sem exceção.

A mega estrutura do passeio
"A mordomia já começou no ponto de encontro, em cujo local já havia vários Seguranças do Legado e uma pessoa  da própria Assessoria de Imprensa, que além de recepcionar a todos, já ofereciam frutas e água mineral à vontade, além de conduzir os carros até a entrada da Reserva a 26 km dali, por uma tortuosa estradinha de terra." - inicia o Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV.


"Na Base do Legado das Águas, um local lindo entre a natureza mãe, além das instruções para o passeio de bike, lá havia mais frutas, barrinhas de cereais, banheiros, local para tomar banho e restaurante, que dentro do simbólico preço cobrado, dava direito a um lanche no final do pedal, que para a nossa surpresa, acabaram, isso sim, servindo um delicioso e farto almoço, com bebidas inclusas.


Com auxílio dos monitores e do Staff  o grupo percorreu cerca de 30 km e um pouco mais de 1.100 metros de elevação, por estradinhas e trilhas em plena floresta intocada pelo homem, além de um pequeno trecho em single track de 1,5 km, sem nenhum tipo de problema, no que pese estar a disposição uma equipe completa de resgate com veículos à disposição, que seguia os ciclistas à uma distância segura.


Ao chegar do passeio, um pouco antes do farto lanche, que na verdade foi um delicioso almoço, o grupo ficou sabendo que o LEGADO DAS ÁGUAS tem programado uma série de passeios ciclísticos entre outras modalidades de visitação que será informado pela Ciclofemini - Escola de Pilotagem de Bicicletas e Ciclo Vert em momento oportuno." - conclui o intrépido Professor Arnaldo.

Confira o vídeo produzido pela "Nóis na Fita A TV" e algumas fotos alusivas ao passeio de bike no Legado das Àguas - Reserva Vororantim:



















terça-feira, 4 de julho de 2017

Seja um dos primeiros ciclistas Desbravadores do Legado das Águas

"Se liga meu caro ciclista, na grande oportunidade de estar no primeiro grupo de bikers que terá a primazia de pedalar, com uma estrutura profissional, por um dos mais lindos santuários da flora e fauna do Estado de São Paulo a pouco mais de100 km da cidade de São Paulo!" - conclama o Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fia A TV", que se fará presente para registrar em fotos e vídeos esses passeio de bike que vai ficar na história da sua vida.

DATA E HORA


dom 9 de julho de 2017

10:00 – 17:00 Horário Padrão de Brasília Horário Brasil (São Paulo)

LOCALIZAÇÃO

Legado das Águas - Reserva Votorantim
Miracatu, SP 11850000


DESCRIÇÃO

Amigo Ciclista,
Este é o primeiro evento oficial, passeio de bicicleta, a ser realizado no Legado das Águas.
Inscrevendo-se neste evento você terá a oportunidade de participar do primeiro grupo de pedal do Legado das Águas.
O Legado das Águas é a maior reserva privada de Mata Atlântica do país! Um local de natureza intocada, a apenas 130 Km de São Paulo. O Legado das Águas foi a forma que Votorantim encontrou para garantir o resguardo perpétuo das nascentes ao longo do Rio Juquiá e de sua disponibilidade hídrica. Com a conservação da área, a Votorantim acredita que está contribuindo para a permanência do potencial hidrológico da bacia do Rio Juquiá, da floresta e de sua rica biodiversidade, e assim colaborar para que a natureza siga seu curso evolutivo, garantindo a estabilidade ecológica desse rico trecho de Mata Atlântica com valor universal.
Inacreditável, não? Renove as energias apreciando a paisagem exuberante, composta pelas águas do Rio Juquiá e uma diversidade incrível de fauna e flora!
Percurso: 30Km, nível de dificuldade técnica fácil/médio, esforço físico leve/moderado
Como chegar: Régis Bitencourt, logo após o posto do japonês, entre os quilômetros km 348 e 349, entrada a direita em estrada de terra.
O que levar: Sua bicicleta de montain biking revisada e pronta para o pedal. Capacete e itens de alimentação que costuma utilizar durante o pedal
O que compõem o valor do Ingresso:
  • Taxa de entrada nas instalações do Legado das Águas: R$20,00
  • Participação no Passeio: R$65,00 por pessoa
  • Lanche no final do passeio:R$25,00 por pessoa
Facilidades:
  • Haverá carro de apoio
  • Guias especializados para leva-los ao longo da estrada por onde se dará o passeio. A estrada é dentro da reserva. Estrada fechada com circulação apenas dos seguranças do local.
  • Ao final do passeio você contara com infra-estrutura de banheiros para tomar banho e trocar de roupa
  • Registro fotográfico do passeio
Perguntas frequentes
Há exigências de ID ou idade mínima para entrar no evento?
Sim. Adultos ou adolescentes que tenham condicionamento para a prática do ciclismo de montanha.
Quais são minhas opções de transporte/estacionamento para chegar no evento?
Chegar de carro pela Rodovia Régis Bitencourt. Estacionamento gratuíto no local.
O que posso levar para o evento?
Bicicleta, Capacete, troca de roupa, toalha de banho e produtos de higiene, há local para banho após o passeio. Produtos como protetor solar, repelente contra insetos, medicamentos que costuma usar.
Como posso entrar em contato com o organizador se tiver perguntas?
Através do e-mail velovertbr@hotmail.com
Preciso levar meu ingresso impresso para o evento?
Pode ser o ingresso impresso ou cópia no celular
Posso atualizar as informações da minha inscrição?
Sim, pode. Faça contato via e-mail veloverbr@hotmail.com
Minha taxa de inscrição ou o ingresso podem ser transferidos?
Sim. Necessário enviar e-mail para velovertbr@hotmail.com com os dados do novo integrante


sábado, 1 de julho de 2017

Bikegrinos concluem com sucesso o :Caminho Francês a Compostela e Finisterre

Um dos grupos de Bikegrinos brasileiros, que teve a colaboração do Professor Arnaldo Farias, editor chefe da "Nóis na Fita A TV", com estrutura e apoio logístico
 do Movimento Bike Line Brasil, concluiu sem nenhum tipo de estresse o Caminho Francês, com término em Santiago de Compostela e ao "Fim do "Mundo", a mística cidade de Finisterre, junto ao mar, na Comunidade Autônoma da Galícia - Espanha.

"Este seleto grupo de pernambucanos, Luis Claudio, Liliane e Fabiana, ainda teve a participação do meu querido amigo Marcelo Bruder, de
Itapeva, cidade do interior do Estado de São Paulo, que além do percurso oficial, partindo de Saint Jean Piede de Port na França até Santiago, ainda pedalaram 180 km a mais, começando a Bike Peregrinação de Pamplona a Saint Jean e um prologamento desafiador até Finisterre, concluindo o pedal junto ao mar, um luxo, pois o marco zero do Caminho se localiza junto ao Faro de Finisterre e todos sem nunhum tipo de incidente, pois pegrinar de bike tem lá seus pequenos riscos, tais como quedas entre outros imprevistos, pois a Bike Line deu total apoio, uma condição que trouxe tranquilidade diária nos mais de 1.000 km pedalados durante três semanas" - festeja o Professor Arnaldo.

A primeira parte do relato dessa Bike Peregrinação pode ser conferida, acessando um dois artigos anteriores intitulado

"Caminho Francês com a Bike Line segue em pleno êxito"


Santiago de Compostela e Finisterre: enfim um sonho realizado
Assim, conforme informado no artigo a acima, a segunda parte teve inicio em León, com paradas para descanso em Astorga, em terras de Castilla y León, passando por "Pueblos" de uma beleza histórica sem par.
Um dos ponto mágicos foi a passagem por Ponferrada, que apresenta a primeira e mais importante fortaleza dos Soldados Templários, um banho de cultura e história para o grupo. Além disso tudo, o grupo se hospedal no Albergue Guiana, especialmente construído por um arquiteto que também é um aficionado pelo ciclismo, um verdadeiro paraíso para os Bikegrinos, alberque esse que mereceu um artigo à parte, tal a imensidão dos recursos oferecidos aos peregrinos que usam a bicicleta para fazer o Caminho, podendo ser conferido no artigo: 

Albergue Guiana é um paraíso para os Bikegrinos no Caminho Francês


"A partir de Ponferrada, um dos maiores desafios para concluir o Caminho Francês é a desafiadora subida para chegar ao "Cebreiro", chegando a quase 1.400 metros acima do nível do mar, porta de entrada da Galícia, Comunidade Autônoma, cujo destino final para muitos é Santiago de Composta, razão maior de quase todos os peregrinos, que tem como destino final Santiago de Compostela, com sua monumental catedral.

Por incrível que pareça, a etapa com maior ascensão, foi o trecho entre Sarria e Melide, com mais de 1.400 metros de elevação acumulada em seus 65 km de percurso, com características próprias, já que a Galicia apresenta paisagens cercadas de florestas, rios, com uma fauna e flora de encher os olhos e tirar qualquer pressa do grupo, que aproveitou para tirar centenas e centenas de fotos, tudo na maior alegria contagiante.

Finalmente, após 18 etapas, elaboradas com a intensão de percorrer o Caminho Francês sem nenhum afogadilho, o grupo de Bikegrinos, com a emoção à flor da pela deu início ao último dia de peregrinação, com a boa sorte de chegar a Santiago de Compostela com tempo bom, já que a Galícia tem lá seu próprio clima bem particular, podendo chover e fazer frio mesmo em meio ao caloroso verão que começa a dar ao ar da graça na maravilhosa Espanha.


Claro, que o grupo chegou à Catedral de Santiago de Compostela sob forte emoção e sentimentos de seus mais acalentados sonhos de anos, absolutamente realizados, graças também ao apoio do Movimento Bike Line Brasil, que não mediu esforços para que tudo saísse a contento, tal qual ocorreu sem maiores incidentes, sendo que eu e meu amigo Marcelo Bruder, tivemos a ousadia de ir de bike até o "Fim do Mundo", Finisterre, junto ao mar, mas isso é uma outra história que será contada em detalhes em breve aqui na "Nóis na Fita A TV". - conclui o intrépido Professor Arnaldo Farias.











quarta-feira, 21 de junho de 2017

Albergue Guiana é um paraíso para os Bikegrinos no Caminho Francês


Colaborador do Movimento Bike Line, o Albergue Guiana, idealizado e construído pelo ciclista veterano, senhor Ramiro, foi considerado pelo Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV" como o maior sonho de hospedagem que qualquer bikegrino pode ter, dado às inúmeras sofisticações que esse albergue apresenta, visando dar o máximo de conforto à sua bike e ao ciclista também, localizado em Ponferrada, a pouco mais de 200 km de Santiago de Compostela no Caminho Francês.

EN GUIANA NOS ENCANTAN LAS BICIS
Com o lema acima o Senhor Ramiro, arquiteto e grande ciclista, aliou o seu sucesso profissional ao sonho de oferecer um espaço único no mundo todo, ou seja, um albergue para Bikegrinos, com o máximo de comodidade e respeito que um ciclista e sua bike possa imaginar. O albergue conta com uma entrada VIP só ciclistas com um elevador próprio, que deixa os dois num SPA, com todas as regalias imagináveis, tais como, lavador, centro de manutenção, um espaço gigante para regular a bike, com toda uma gama completa de acessórios, bancadas entre outras coisas e para o ciclista, bike estacionaria, esteira e outros equipamentos de academia de primeira linha, que pode ser conferido no vídeo acima.

Portanto, se você pretende percorrer o Caminho Françês a pé ou de bicicleta principalmente, entre em contato com o Movimento Bike Line que sua reserva no paraíso estará garantida em Ponferrada, podendo ainda deleitar-se com a primeira e mais famosa fortaleza dos Templários.


domingo, 18 de junho de 2017

Caminho Francês com a Bike Line segue em pleno êxito




Desde o dia 06 de junho o Movimento Bike Line segue de Saint Jean Pied de Port na França, em direção a religiosa de Santiago de Compostela, Comunidade Autônoma da Galicia, num percurso em torno dos 810 km, que neste grupo de junho como colaborador a presença do Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV".


"Um seleto grupo de Pernambuco, CLáudio, Liliane e Fabiana, se juntou ao Marcelo, um grande amigo meu e juntos numa manhã fria e chuvosa partimos de bike para enfrentar logo de cara a temido temido "Pirineus", cadeia de montanhas que faz fronteira entre França e Espanha, sem pressa ou qualquer estresse.


Depois de passar por Roncesvalles e Pamplona, já em território espanhol, a turma pagou todos seus pecados ao chegar no Alto do Perdão, um local mítico para os peregrinos a pé ou de bicicleta, com a benção das altas temperaturas, bem comum nesta época do ano.


Outro ponto muito festejado no Caminho Francês é a passagem pela "Bodegas Irache" que além de uma torneira com água límpida e fresca oferece aos Bike Line Peregrinos, outra contendo vinho tinto de graça, desde que o tome ali mesmo, uma festa à parte para todos, muito festejao pelo Marcelo.

Um dos momentos mais especiais do pedal, foi o dia da chegada ao Refugio Acacio & Orietta em Viloria de Rioja, um Lar Brasileiro extemamente simples e acolhedor, que fez com que todos se sentissem em casa.


E nada melhor do que festar aquele momento, com um jantar familiar, cujo Refugio, todo brasileiro tem e deve colocar como ponto de descanso e hospedagem, pois certamente, esse será um dos momentos inesquecíveis da peregrinação.


Por fim, depois de passar pelas fantásticas cidades, com seus castelos, palácios e catedrais, tais como Logroño, Burgos, finalmente o grupo encerra a segunda parte da ciclo peregrinação em León, um colírio para os olhos para os amantes da fé, arte e história." - conclui o Professor Arnaldo.


Em tempo, outro grande lance em León, é hospedar-se no Hotel Vía León, que além do seu charme natural, o Sr. Pedro e a Sra. Lara recebe os Bike Line Peregrinos brasileiros com uma presteza fora do comum, além de oferecer um espaço absolutamente seguro para guardar nossas amadas bikes, isso sem contar com um café da manhã delicioso. Vale a pena conferir!