sábado, 12 de dezembro de 2009

Caminho da Fé: Do sonho à realidade. - Por Paulo Ribeiro - Recife - 3ª edição


1º DIA – 03/12/09 – TAMBAÚ a CASA BRANCA
Após ter retornado muitíssimo rapidamente pela sede do Caminho, e ter tirado algumas fotos da sede e da catedral, segui cheio de ansiedade e expectativas rumo a Casa Branca, meu mais constante sonho começava a se tornar realidade.

Pela minha cabeça passavam todos os vídeos assistidos e relatos sobre os trechos que tomavam forma a minha frente. Que emoção! Parecia que eu estava na minha Disney particular. O caminho até Casa Branca foi super tranqüilo, bem sinalizado, um verdadeiro passeio, fotos e paradas para admirar a natureza que se mostrava graciosa. Muitas plantações de cana, milho, laranja, eu quase as cumprimentava pois já as conheciam do you tube.

Chegar no Santuário da N. Srª. do Desterro foi como me sentir um cavaleiro medieval ao chegar numa hospedaria em deslocamento para lutar nas Cruzadas. Em um primeiro momento não encontrei ninguém, depois ao colher informações de um casal, que ficaram surpresos em me ver sozinho, fui informado que deveria se deslocar aos fundos da área da igreja e lá uma funcionária iria me receber. Assim o fiz, fui acompanhado pelo filho da sra. Maria, uma morena pequenina, mas muito simpática, da paz. Seu filho um rapaz de vinte e poucos anos, abriu o quarto destinado aos peregrinos, várias camas, quarto amplo, onde instalei a magrela após dar banho na graciosa.

Após ter tomado meu banho, analisei o que me aguardava no dia seguinte, o que foi uma constante ao prenúncio de uma boa noite de sono e novas expectativas.
Antes de Morfeu chegar, jantei como um mamute, vale duas estadias comentei com D. Maria após a janta, lembro que na mesa em que devorava tudo ao redor, observei que havia uma imagem de um cavalo galopando sobre a mesa e coincidemente ele estava numa posição que parecia que estava fugindo apavorado de mim, será?
Ainda naquela noite, houve uma espécie de confraternização de um grupo intitulado “Irmandade de Nossa Sra. Do Desterro” destinado a ajudar famílias carentes do município de Casa Branca. Quase que 100% do grupo eram formadas por senhoras, a única exceção era o falante Sargento Silva, patrulheiro rodoviário Estadual aposentado, contemporâneo do Vigilante Rodoviário, aquele mesmo do seriado nacional.
Elas, muito alegres, realizaram um amigo secreto onde até eu mesmo fui agraciado com uma singela agenda de anotações com caneta e capa em película de couro. Se tornaram minhas mãezinhas naquela noite me cobrindo de atenção, com ofertas de salgadinhos, refrigerantes, e um saboroso café gelado com leite. Só agüentei água e o café gelado.

Após os agradecimentos por tal especial e inesquecível recepção, pedi que fizessem uma dedicatória para recordação minha na agenda que ganhei “Paulo, receba toda a paz e a alegria que vem de Cristo. Da Irmandade de Nossa Senhora do Desterro todo o nosso carinho. Casa Branca, 03 de dezembro de 2009”. Tiradas algumas fotos e anotados alguns e-mails para envios posteriores me recolhi para descansar muito comovido e agradecido a Deus por momentos tão maravilhosos longe da minha família.