sábado, 22 de maio de 2010

Team Brasil presente na Mountain Bike World Cup – Offenburg – Alemanha


Edivando de Souza Cruz conta ao Blog do Professor Arnaldo e para a HE Assessoria Esportiva, a tremanda "barra pesada" que os brazucas terão que enfrentar no Mountain Bike World Cup – Offenburg – Alemanha.

Depois de competir na Itália no 1º Tour de La Villa D´Aosta entre os dias 13 e 16 de Maio, seguimos para 3ª etapa da World Cup em Offenburg.

A etapa de Offenburg, foi eleita a melhor competição do circuito, e não é para menos, chegamos aqui na quarta feira e tudo já estava armado, aos poucos foram chegando as equipes com suas mega-estruturas e pudemos perceber que a cidade esta bem envolvida no evento, porque há uma forte divulgação do evento e o público costuma comparecer em peso nos dias de competição. Também não posse deixar de falar, que aqui temos ciclovia por toda cidade, o semáforo é dividido para três categorias: carro, pedestre e ciclistas, além de encontramos nos hotéis vários roteiros de bike, como é comum aqui na Europa.

Comentário do Professor Arnaldo:
Não seria nada mal se a CET (Cia. de Engenharia de Tráfedo) enviasse uma equipe de engenheiros para estudar as medidas implantadas na cidade alemã de Offenburg e ao menos tentasse adaptar algumas das soluções para tentar humanizar a locomoção dos ciclistas pela cidade de São Paulo. É ou não é uma boa?

Treinos:

Durante a semana pudemos treinar no percurso em duas situações diferentes, seco e debaixo de chuva, quando chegamos estava seco depois no resto da semana choveu bastante e a temperatura também caiu bastante, a máxima foi 16° C, mas o sol apareceu hoje (sábado) e veio para ficar. Hoje pudemos fazer um último treino antes de competir e ainda tem muita lama, mas está melhorando, outro ponto importante é que a temperatura subiu e amanhã promete chegar aos 24° C.

Pista:
O percurso de Offenburg, é um misto de força e técnica, temos trechos velozes e drops muito técnicos com muitas raízes no meio da mata, no treino de hoje cerca de umas 300 pessoas estavam andando na pista e muita gente ainda não tinha conseguido zerar o percurso.


Largadas:
Nesta viagem pudemos aprender um pouco mais, atualmente estamos na seguinte classificação no Ranking UCI (União Ciclística Internacional): Rubens Donizete 42º, eu (Edivando Cruz) 75º, Sherman Trezza 105 e Ricardo Pscheidt em 122º.


Esperávamos que a largada da World Cup fosse pelo Ranking UCI, mas tivemos uma surpresa, pois a prova alinha pelo ranking da World Cup, e já tiveram duas etapas neste ano, uma na Inglaterra e outra na Bélgica, e isso muda tudo, primeiro alinham os 60 primeiros do Ranking da W. Cup, depois os 10 melhores atletas da Sub-23 no ranking UCI, e na depois o ranking geral Elite e Sub-23, então vamos da seguinte forma: Henrique Avancini alinham em 62, Sherman Trezza em 64º, Rubenz em 76, eu (Edivando) em 91 e Ricardo Pscheidt em 108. Agora fiquei impressionado com quantos atletas vão alinhar amanhã, 246! Isso mesmo 246!!!

Comentário do Professor Arnaldo:
Que bom que o Campeão Mundial de MTB na Categoria Master, Eduardo Ramires, técnico da Seleção Brasileira, está a frente da equipe, pois nada melhor do que ele para mensurar, perceber e implantar ações para que nossos jovens talentos possam triunfar ao menos nas Olimpíadas de 2016 no Rio de janeiro. Ele é o Cara! (além de Fotógrafo Oficial do Brasil)


Sabemos do alto nível dos competidores neste evento e precisamos acelerar bastante no inicio da prova para ganhar posições, a pista tem 6,5km e no inicio temos um start loop de 1km onde pegamos um trecho de grama e uma subida forte, depois começamos os trechos de trilhas, e as ultrapassagens são mais complicadas neste ponto, conseguimos andar bem na pista e temos chances de melhorar durante as voltas, que serão no total de 7.

Olimpíadas de 2012.
Com o novo critério de classificação olímpica adotado pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) o ranking que define as vagas para as Olimpíadas de 2012 começam neste Domingo, a partir de amanhã, qualquer ponto marcado será precioso e também muito concorrido entre os países que desejam estar presente em Londres.

A Seleção Brasileira de MTB viaja com o Apoio da CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) patrocínio Banco do Brasil.

Texto: Edivando de Souza Cruz



Fotos: Eduardo Ramires