sexta-feira, 14 de maio de 2010

Zig Zag e a caça ao tesouro no Bigbiker

Trecho do Zig Zag da 2ª etapa do Bigbiker em Santo Antonio do Pinhal, determinará que terá privilégio de ir à caça ao tesouro.

Dizer que o Bigbiker já é tradição ou um clássico do Mountain Bike é como “chover no molhado”, ou seja, todo mundo sabe e participa mesmo.

Agora, ir à busca do tesouro do numeral 01, que até o momento, com méritos pertence ao atleta Orlando Alves Silva da Ciclo Ravena / Marin Bikes, será missão de outros 18 atletas da Categoria Elite.

Para que você sinta como é importante esse tesouro, até o grande Deca Campeão de Cross Country, a fera Marcio Ravelli, está determinado ao resgatá-lo, mesmo que já não tenha mais 23 aninhos.


Afinal, quem não quer ter um troféu do Big em sua coleção?

Campeões peruanos também querem parte do tesouro

Os atletas peruanos Gustavo Orellana, campeão da Elite peruana de MTB inscrito na Elite, Robert Alcântara, campeão peruano de MTB inscrito na Categoria Pró Máster B e Luis Fernando Gómez de La Torre, atual líder peruano de MTB máster C, inscrito na Categoria Sport SUB-55, todos da Equipe Club Del Valle, também estão determinados não só em chegar entre os cinco primeiros, mas levar o “tesouro” inerente ao topo do pódio dedicado ao melhores entre os melhores.

Segundos eles, em entrevista ao Blog do Professor Arnaldo, deixaram claro que não podiam perder a oportunidade de estando no Brasil, aproveitar para participar de uma competição que reúne ao redor de mil competidores de MTB, e isso para todos é uma glória a parte.


Dupla Pro Team B “brigando” com Atleta da Categoria Aventura

Outra caça ao tesouro, desta vez de forma inusitada, se dará num acerto de contas à parte, numa “brincadeira” entre amigos, só para ver quem pode mais, mesmo que nenhum deles chegue ao pódio.

Esta “briga” começou de forma pacífica em 2008. No 12 Horas de MTB, O Professor Arnaldo juntou-se a três amigos a saber: Daniel Aizawa, seu anjo da guarda e mecânico de confiança, Fabio Lucas, companheiro do Caminho do Sol e Felipe Godoy Freire, este amigo recente do professor na época.

Para encurtar a história, os “4 mosqueteiros” saíram da 9ª e última posição na categoria para a glória de uma 3ª colocação, com direito a uma volta em cima de uma das equipes adversárias, lembrando que tal façanha se deve à estreita colaboração do Leandro Godoy, amigo comum e pessoa importante no Mountain Bike nacional.

Então, Daniel e Fabio, em dupla, estão decididos a chegar à frente do pobre do Felipe, que nada tem a ver com a competição das duplas, mas é o alvo principal dos arqui-amigos do momento. No entanto, nada impede que no futuro o quarteto volte a se reunir, mas o Big Biker dá a oportunidade de “pegas” paralelos, no importando se são justos ou não. O que vale é o “tesouro” que cada um busca.