sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Camboriú sedia Campeonato Mundial de Mountain Bike em setembro

Cidade catarinense vai receber os 400 melhores pilotos de 25 países

A cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense, mais uma vez vai receber os
melhores pilotos de mountain bike do mundo. Entre os dias 7 e 12 de setembro, o Parque Unipraias vai sediar o Campeonato Mundial de Mountain Bike para as categorias Máster, para pilotos com idade acima dos 30 anos.

Essa é a primeira vez que o Brasil recebe o Mundial de Mountain Bike Máster e já estão inscritos cerca de 400 atletas de 25 países.

O evento é organizado pela FCC (Federação Catarinense de Ciclismo), as inscrições custam R$ 160 e devem ser feitas e confirmadas até o dia 1º de setembro.

“O Campeonato Mundial de Mountain Bike Master é uma conquista muito importante para todos os amantes do ciclismo no Brasil. O evento é resultado de um trabalho sério iniciado no início da década passada pela Federação Catarinense de Ciclismo. Sediamos com sucesso duas etapas da Copa do Mundo em Balneário Camboriú e esses eventos serviram para mostrar ao mundo que o Brasil tem competência de sediar grandes provas de diversas modalidades”, afirmou João Carlos de Andrade, presidente da Federação Catarinense de Ciclismo.

PISTAS ELOGIADAS
As pistas estão localizadas nas encostas do Morro da Aguada, ao lado da Praia das Laranjeiras.

O local já recebeu uma edição da Copa do Mundo de Mountain Bike na modalidade cross country olímpico (XCO) e duas de downhill (DH) e agradou muito aos pilotos estrangeiros que ali estiveram em 2005 e 2006, tanto pela beleza do local, quanto pelo nível técnico das pistas e pela boa organização dos eventos. Em 2006, o mesmo lugar recebeu o Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike.

As disputas serão em sete categorias para atletas a partir dos 30 anos, divididas em faixas etárias que vão até a Over 60 (30/34, 35/39, 40/44, 45/49, 50/54, 55/59 e acima dos 60).

A pista de cross country olímpico sofreu alterações em relação à Copa do Mundo. A nova pista tem 5.250 metros de extensão com 330 metros de subida por volta, com paredes com inclinação máxima de até 29%. O tempo estimado médio por volta é de 25 minutos por volta para os atletas mais rápidos.

Já a pista de downhill é a mesma que recebeu a duas edições da Copa do Mundo em 2004 e em 2005. A descida tem uma extensão de 1.250 metros e um desnível de 225 metros, com inclinação máxima de - 30%.

Um dos pontos fortes da pista de Camboriú é a beleza do local, que tem vegetação exuberante e de onde se avistam belas praias do alto do mirante a 400 metros sobre o nível do mar.

O acesso ao mirante é feito pelo teleférico inaugurado em 1999 com 47 bondinhos que interligam três estações. Durante o Campeonato, haverá tíquetes preços especiais para os atletas usarem o serviço do teleférico.

Junto à Estação Barra Sul, onde deverão ser retirados os kits e confirmadas as inscrições, haverá uma bicicletário.

ATLETAS DE 25 PAÍSES
Os nomes dos inscritos podem ser conferidos no site do evento e já estão garantidos atletas de 25 países. O evento terá pilotos da França, EUA, Dinamarca, Irlanda, África do Sul, Chile, Jamaica, Austrália, Espanha, Itália, Grã Bretanha, Bélgica, Uruguai, Venezuela, Argentina, Colômbia, Canadá, Noruega, Alemanha, Peru, Jamaica, Suécia, Equador e Eslovênia.

O Brasil terá cerca de 200 atletas e a Argentina é o país estrangeiro com maior número de inscritos, com 76 pilotos. O Chile vem em segundo com 40 pilotos inscritos. A Europa, grande força do mountain bike mundial, estará presente com grandes nomes. A Itália tem 14 pilotos inscritos e a França 10 atletas.

As inscrições ainda não encerraram e esses números tendem a aumentar até a data do evento.

DESTAQUES BRASILEIROS
O evento catarinense é a grande oportunidade que muitos atletas brasileiros esperaram a vida toda. Conquistar uma medalha na etapa única do Mundial sempre foi o sonho de muitos brasileiros.

É o caso do paulista Marcio Ravelli, dono de 11 títulos nacionais (um na Cadete, nove na Elite e um na Máster). Ravelli é referência nacional quando o assunto é mountain bike e está empolgado com o campeonato no Brasil.

“Corri naquela pista a Copa Santa Catarina de MTB no mês de julho e venci na minha categoria 35-40. Aquele circuito me favorece. Conheço bem a pista e estou treinando firme desde o começo do ano. A pista é bastante exigente, tanto física quanto tecnicamente. Ainda não estou no meu 100%, mas sei que até lá posso estar em condições de ganhar o ouro na minha categoria”, contou Ravelli, que terá pela frente adversários fortes como o italiano Massimo Folcarelli (campeão mundial ciclocross e de cross country em 2008). Outro forte adversário de Ravelli será o belga Geoffry Maes, atual campeão mundial na 35-40.

Já na categoria 50-54 anos, o paulistano Eduardo Ramires vai em busca do seu segundo título Mundial. Ramires é o Técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike e conquistou o seu primeiro título Mundial em 1989 nos Estados Unidos na categoria Expert Amador.

“Gostaria de estar melhor do que estou, pois estive fora com a Seleção Brasileira e vou acompanhar nossos atletas da Elite no Mundial no Canadá. Embarcaremos no dia 28 de agosto e retornamos no dia 7 de setembro. Fico um dia em minha casa e já viajo para Camboriú para competir no dia 11. Vou fazer de tudo para brigar por uma medalha e o pódio é minha meta”, resumiu Ramires, que terá pela frente adversários como o francês Jean-Paul Stephan, vice-campeão mundial, e o italiano Giuseppe Zamparini, quinto do mundo na categoria 50-54.

Entre os atletas catarinenses, vale destaque para o policial militar Leandro Puttkammer, da cidade de Palhoça. Puttkammer, de 30 anos, venceu no início de agosto a maratona MTB 2 Days e vai competir na categoria 30-34 anos focado na conquista da medalha de ouro.

No feminino, a disputa também promete ser dura e o Brasil vai contar com todo o talento da paulista Adriana Nascimento na categoria 30-34. Adriana tem nove títulos brasileiros no cross country e em 2006 ficou em quarto lugar no Mundial Máster realizado no Canadá.

“O fato de o Brasil sediar um Mundial é superimportante, pois incentiva os atletas mais experientes, que são maioria hoje em dia nas provas realizadas no Brasil. Temos muitos brasileiros em condições de conquistar medalhas. Minha expectativa é muito boa. Estou afiada tecnicamente pois acabei de retornar da maratona Transrockies no Canadá, onde peguei muitas trilhas em single track e terminei como campeã na categoria Dupla Mista 80+. Em Camboriú, quero melhorar minha marca e vou lutar por medalha”, contou a atleta de 34 anos.

PROGRAMAÇÃO
As provas começam a partir das 8h30 da sexta-feira, dia 10 de setembro, com todas as categorias femininas e também as categorias masculinas 55-59 e acima dos 60 anos.

As disputas do dowhill (descida de montanha) acontecem a partir das 14h30 com os treinos de Qualify (tomada de tempo) e a previsão de término é às 17h30.

No sábado, a partir das 8h30, correm as categorias de cross country 50-54 e 45-49 anos. As finais do downhill acontecem entre 14 horas e 17h30, com premiação a partir das 18 horas.

No domingo a partir das 9 horas é a vez dos pilotos de cross country das categorias 40-44, 35-39 e 30-34 anos entrarem na pista. A premiação será às 16 horas.

TELEFÉRICO E O PARQUE UNIPRAIAS
O parque Unipraias, parceiro da Federação Catarinense de Ciclismo há sete anos, vai oferecer condições especiais e atendimento especial, principalmente aos competidores de cross country.

O deslocamento da Barra Sul (cidade de Balneário Camboriú) até a Praia de Laranjeiras poderá ser feito pelo teleférico, que além de encurtar caminho ainda oferece um lindo passeio com visual das praias e os atletas não vão precisar usar o automóvel. Junto à Estação Barra Sul, onde deverão ser retirados os kits e confirmadas as inscrições, haverá uma bicicletário para guardar as bikes.

Cada competidor (downhill ou cross country) poderá embarcar a bicicleta e fazer a viagem até Laranjeiras no teleférico, para isso deverá adquirir um bilhete By Pass.

Para um número ilimitado de viagens durante os seis dias do Mundial Master o preço será de R$ 80 para todo o evento. A aquisição do By Pass deverá ser feita nas estações Barra Sul ou Laranjeiras, tendo como necessidade a apresentação da licença de competidor.

Para os acompanhantes dos atletas também haverá um preço especial, sendo: seis dias R$ 80, cinco dias R$ 70, quatro dias R$ 60, três dias R$ 50, dois dias R$ 40 e um dia R$ 30. A aquisição também deverá ocorrer nas Estações Barra Sul e Laranjeiras.

Mais informações nos sites:
www.ciclismosc.com.br/worldchampionships/site/competicoes.htm
www.balneariocamboriu.sc.gov.br
www.unipraias.com.br