terça-feira, 14 de setembro de 2010

XC0 50 a 54 anos: Francês leva o ouro no Mundial Máster em Camboriú - SC

Malot, um ferroviário da cidade de Dijon, precisou de muita determinação para superar o norte-americano Kevin Hines, que saiu na frente e liderou as duas primeiras das quatro voltas da categoria.

Num dia que amanheceu nublado com a temperatura na faixa dos 20º C, os 23 inscritos na faixa etária 50-54 largaram pontualmente às 8h30.

Na terceira volta, o francês apertou o ritmo e ultrapassou Hines na primeira das três duras subidas do percurso de 5.250 metros e manteve a diferença até o final. Jean Malot cruzou a meta com o tempo de 1h25min47s e garantiu seu primeiro título mundial. Malot é também o atual campeão europeu e francês da modalidade.



“É um circuito duro e as descidas são técnicas com trechos com pedrinhas escorregadias. Gostei muito do Brasil e do povo simpático”, elogiou o campeão que embarca nesse domingo de volta à França.

O medalhista de prata, Kevin Hines, empresário de 50 anos que vive na cidade de Boston, reconheceu a superioridade do adversário e admitiu o cansaço a partir da terceira. Hines e fechou a quarta volta com o tempo de 1h27min17s.

“Eu simplesmente não fui rápido o bastante. Não fui bem nas subidas e tive que empurrar em algumas. Aí, no começo da primeira subida da terceira volta, o francês me passou pedalando e foi abrindo”, contou Hines, que em janeiro desse ano conquistou a prata no Campeonato Mundial de Ciclocross realizado na Bélgica.

Além de mountain bike cross country e ciclocross, Hines disputa também provas de ciclismo de estrada e provas de rali com motos. O americano já disputou inclusive o Rali dos Sertões no Brasil anos atrás e elogiou bastante o evento em Balneário Camboriú.

“O cenário simplesmente é lindo nesse circuito e o clima entre as pessoas é muito amigável. Ano que vem estarei aqui para levar o ouro”, concluiu o medalhista de prata.

Na terceira colocação, com o tempo de 1h28min09s, ficou o italiano Giuseppe Zampari.

O brasileiro na categoria 50 a 54 anos, Adolfo José Mariano Oliveira, que ficou na 7ª colocação, entre outros depoimentos, concede antrevista à "Nóis na Fita A TV, competição que rolou em Bauneário Camboriú - SC