terça-feira, 23 de novembro de 2010

Claro Brasil Ride comemora o sucesso em 2010


Competição de mountain bike com 6 dias, 565 km de percurso e 11.310 metros de subidas acumuladas conta com a participação de ciclistas de 12 países consolida-se como a principal ultramaratona de MTB do continente!

19 novembro 2010 – Depois de inúmeras trilhas épicas, pedras, lama, travessias de rios e muitos momentos e histórias memoráveis ao longo dos 565 quilômetros de percurso em 6 dias de competição, cerca de 250 ciclistas de 12 países – Brasil, Portugal, Espanha, Itália, França, Alemanha, Suíça, República Tcheca, Nova Zelândia, Estados Unidos, Canadá e Colômbia – encerraram a participação na Claro Brasil Ride 2010, que em sua estréia consolida-se como a principal ultramaratona de MTB do continente.

“O evento foi impecável, valeu muito a pena”, disse Giancarlo Clini, que correu sua primeira prova de ultra resistência na carreira. “Ano que vem estarei aqui com toda certeza”, disparou Pedro Morganti, de 47 anos, multi-atleta que apaixonou-se pelo formato da competição, disputada em duplas, além de elogiar toda logística e conforto disponíveis nas bases de acampamento.

O maior desafio em mountain bike já realizado em solo brasileiro – talvez do Planeta! – aconteceu entre os dias 14 a 19 de novembro 2010 com sucesso absoluto na Chapada Diamantina/BA, tendo como bases as cidades hospitaleiras de Mucugê e Rio de Contas. E felizmente o calor forte característico do clima semi-árido da região deu uma trégua, deixando a pedalada mais refrescante devido a chuva frequente.

“Entre todas essas principais provas mundiais de ultramaratona, como TransAndes, Transrockies entre outras, a Claro Brasil Ride está, sem dúvida, entre as melhores do planeta, devido a organização, nível de atletas e percurso”, disse Adriana Nascimento, que tem 20 anos de MTB, venceu o Transrockies neste ano e finalizou a competição na Chapada Diamantina em Top 5 na categoria mista.

O evento realmente fechou com chave de ouro, mesmo com o sol ter aparecido apenas no dia que o pessoal partiu do acampamento rumo a Salvador. A Claro Brasil Ride confirmou a enorme expectativa em realizar um evento de excelência em qualidade, oferecendo toda infraestrutura aos competidores, familiares e a imprensa.

“A Chapada Diamantina é muito bonita. Os quatro primeiros dias foram maravilhosos com singletracks longos e de qualidade, como é difícil de encontrar no Brasil. Também teve o Vale do Melado, inesquecível pela dificuldade e pelo visual divino. É uma formação rochosa que terminava nesta cachoeira incrível, um lugar realmente indescritível que vale muito a pena. Só vindo aqui mesmo para entender”, elogiou Adriana.

Os 4 mais velozes
O última dia de competição com percurso de 98.5 km foi cheio de surpresas. No masculino a etapa foi vencida pelos brasileiros Ricardo Pscheidt & Gilberto Goes, após um incidente ocorrido com Robert Novotny e Lukas Kaufmann que sofreram uma queda a menos de 2km da linha de chegada.

“Lutamos bastante nesta prova, conquistamos boas posições e hoje finalmente conseguimos uma grande vitória”, comentou Pscheidt, tricampeão brasileiro de cross country que garantiu o Top 3 para o Brasil na classificação. Os jovens Lukas Kauffman e Andy Eyring ficaram com a segunda colocação na etapa, seguidos pelos suíços Martin Gujan & Cristof Bischop que garantiram a segunda colocação na classificação geral.

O único detalhe que não houve alteração foi o resultado da classificação geral da Claro Brasil Ride, com o título para Robert Novotny & Kristian Hynek, da República Tcheca, na categoria Open (masculina), já que eles haviam conquistado uma grande diferença na 2ª etapa e conseguiram manter até o final os 17:44 minutos.

No feminino, Ivonne Kraft & Celina Carpinteiro (Alemanha/Portugal) duelaram até o final com a dupla brasileira, Janildes Fernandes Silva & Julyana Machado, com melhor para as estrangeiras que garantiram o título invictas nas 6 etapas. O resultado deu a segunda colocação geral para as brasileiras. Na terceira colocação na etapa e geral ficou a equipe Latin Ladies, Sandra Araujo e Lorenza Menapace.

Na categoria mista, supresa com a vitória da etapa de Damian Perrin & Renata Bucher, mas o título ficou para Jennifer Hopkinson-Smith & Brian Smith (EUA), que venceram 5 das 6 etapas. Na categoria master, Abraão Azevedo & Plí­nio Souza administram a boa diferença conquistada nas etapas anteriores e fizeram uma prova segura. Eles ajudaram os brasileiros Cesar Almeida & Paulo Freitas para garantir a dobradinha verde-amarelo no pódio, deixando a equipe do frances Alberto Geonimi e Rudney Vilanova na terceira colocação.

Trabalho em equipe
“Mais do que uma competição, uma etapa da sua vida” é o slogan da Claro Brasil Ride que remete a tudo que envolve realizar um grande desafio. O grande segredo do sucesso dos mais de 120 equipes, em que 77 receberam a “jersey finisher” está na sintonia, parceria, amizade e solidariedade entre as duplas.

“Um atleta tem que entender o outro. O que vocês estão fazendo com a gente é uma evolução espiritual. Por que nós vimos duplas se desfazendo, A partir de agora só vou correr em dupla, pois as pessoas crescem só com outro ser humano. Minha dupla foi perfeita, ele fingiu que me entendeu e eu entendi ele”, disse Sérgio Henrique Lobo, de 35 anos, de Vitória da Conquista/BA, que correu com seu primo e treinou apenas 3 meses para essa prova.

“O desafio de correr em dupla é bem maior, as etapas são longas, passamos dificuldades, por isso é muito bom ter um parceiro para administrar tudo isso. Tem que saber dosar o ritmo, cuidar um pouco do outro”, comentou Adriana Nascimento, parceira de Rogério Pires.

Com esse espírito de superação, alegria e amizade a Claro Brasil Ride, com patrocínio da Claro, Mitsubishi Motors, Shimano e TAP Portugal, espera os competidores entre os dias 23 a 29 de outubro de 2011 para mais uma aventura inesquecível pelas trilhas da Chapada Diamantina/BA. Até breve!

Resultados da Classificação geral (Overall)
Open
1 – Robert Novotny & Kristian Hynek (Cze) Free Cycling/Factor Bike: 24:27:59
2 – Martin Gujan & Bischof Christof (Swi) Swiss Machine: + 0:17:44
3 – Ricardo Pscheidt & Gilberto Goes (Bra) James Crank Brother: + 1:02:05

Ladies
1 – Ivonne Kraft & Celina Carpinteiro (Por) Bionicon Loule: 30:01:08
2 – Janildes Fernandes Silva & Julyana Rodrigues (Bra) Jaju: +1:16:53
3 – Sandra Araujo & Lorenza Menapace (Ita) Latin Ladies: +2:00:44

Mix
1- Jennifer Hopkinson-Smith & Brian Smith (USA) To Be Decided – 23:49:26
2 – Renata Bucher & Damian Perrin (Swi) Team Zaboo Free – Mountain: + 0:57:44
3 – Jeff Kerkove & Sonya Looney (USA) Topeak-Ergon: +1:30:40

Master
1- Abraão Azevedo & Plí­nio Souza (Bra) AZ Masters: 28:27:30
2-Gonzalo Ceballos & Pedro Prats (Spa) Titan Desert: + 1:32:11
3-Cesar Almeida & Paulo Freitas (Bra) Leite Piracanjuba-Tigre Rolamentos: +2:57:56

Resultados completos em www.clarobrasilride.com