quarta-feira, 17 de novembro de 2010

RIO DE CONTAS REVELA SUAS MARAVILHAS AOS PARTICIPANTES DA CLARO BRASIL RIDE

Terceiro dia da ultramaratona de mountain bike na Bahia é marcada por cenário épico e percurso “leve”

Após a segunda etapa duríssima, os participantes da primeira edição da Claro Brasil Ride, ultramaratona de MTB com 565 km e mais de 11 mil metros de subidas, contou com um dia relativamente leve de “apenas” 85 km e 1746 metros de desnível acumulado (subidas).

“O percurso foi ótimo, exatamente do jeito que gosto, com trechos técnicos, subidas, descidas e estradas em alta velocidade”, disse Damian Perrin, atleta da suíça da equipe Zaboo Free, que conquistou a segunda colocação ao lado de Renata Bucher na categoria mista.

A grande disputa do dia foi na categoria Open, em que os líderes da prova, os tchecos Robert Novotny e Kristian Hynek tiveram dois pneus furados e, ainda assim, retornaram para lutar pela vitória, terminando na segunda colocação.

“A distância foi perfeita. Uma etapa com muita potência”, definiu Martin Gujan, campeão da etapa. “Foi mais fácil do que o dia anterior. No começo eu senti minhas pernas do dia anterior, mas conseguimos ficar no grupo e na última parte abrimos a uma diferença para ficar com a vitória”, comentou Cristof Bichop, o mais veloz da etapa ao lado de Gujan.

“Nós divertimos muito hoje”, disse a portuguesa Celina Carpinteiro. “Tivemos tempo para apreciar o visual, gostamos muito desta etapa”, complementou a alemã Ivonne Kraft, que compõe ao a equipe líder na categoria feminino. A equipe JAJU, com Julyana Machado e Janildes Fernandes, atletas renomadas do MTB e ciclismo brasileiro, conquistaram o excelente resultado com a segunda colocação.


“No começo foi demais. Me lembrou muito uma etapa do Transrockies, que saia numa subida e depois entrava num singletrack em sobe-desce. Conseguimos render bastante”, disse Adriana Nascimento. “A chuva no final acabou favorecendo, pois os bancos de areia ficaram compactos e fácil de pedalar. Ontem pedalamos num ritmo linear e hoje colhemos os frutos”, complementou Adriana que cruzou a linha de chegada muito feliz, ao conquistar novamente o melhor resultado brasileiro na categoria mista com Top 5.

Na categoria master, dominio absoluto da equipe brasileira Abraão Azevedo e Plínio Souza. “Controlamos o ritmo no início e no final apertamos um pouco para garantir a camisa azul”, disse Abraão.

Os participantes agradeceram quando a organização alterou o horário de largada para 8 horas da manhã, aumentando a noite de sono dos atletas, motivo suficiente para aliviar a desgaste gerado pelo percurso de 140km do dia anterior, em que 61 das 110 equipes completaram o estágio.

Até o clima colaborou para a festejar o acampamento em Rio de Contas/BA. O sol brindou a largada dos atletas no Largo do Rosário, mas horas depois a chuva voltou a refrescar os competidores. Para completar o dia agradável e confirmar a receptividade do povo baiano, a cidade enfeitou toda cidade com lanternas e velas para celebrar a passagem dos atletas, evento que só acontece apenas uma vez do ano no feriado de Corpus Christi.

A próxima etapa – quarto estágio da Claro Brasil Ride – tem percurso de 85 km com 1.750 metros de ascenção. “Depois da etapa rainha, agora é a etapa do rei”, completou Mário Roma.

Claro Brasil Ride tem patrocínio da Claro, Mitsubishi Motors, Shimano e Tap Portugal.

Resultados completos pelo site
http://clarobrasilride.com.br/site/Home