quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sem a bike eu nada seria / Sin la bici nada me quedaría - 56 primaveras

Vídeo dado como presente em 2004 / Video regalado por mis hijos en 2004



Nem a distância, derrubada pela tecnologia, nem a ausência de tantas pessoas que interagem comigo pelo mundo virtual, diminui em mim, Professor Arnaldo, a felicidade que sinto: 56 anos, mas os últimos, isso sim, dedicados ao nosso querido mundo sobre duas rodas.

Desde o final do ano passado, quando comecei a dedicar-me ao Blog do Professor Arnaldo e a "Nóis na Fita A TV", mais do que as mais de 82.000 páginas vistas em 52.000 acessos, isso sem contar com as quase 100.000 visitas aos meus 450 vídeos no youtube, que na verdade são nossos, pude sentir o sincero apreço de todos e especialmente do seu, que costumeiramente, visita este espaço.

Todo esse apreço, fazem com que seja impelido a estar nas competições de MTB, e entre outros "perrengues", estar participando, competindo, entrevistando, divertindo-me contigo.

Tomara que as empresas que me apoiam, assim o continuem, pois me dão forças para trazer a luz, o meu modo de ver, este nosso esporte tão encantador.

Aos que não me conhecem, republico texto quando de meu aniversário ano passado, que mostra em linhas gerais, a causa que faz da bike, das minhas magrelas, a maior fonte realizadora de um novo renascer tão feliz:


Feliz aniversário! & ¡Cumpleaños Feliz! Professor Arnaldo

Completam-se 55 verões, mas na verdade, nasci há 8 anos atrás. Gordo, abatido, em depressão, escapei da morte, graças ao ciclismo, pois desde os 16 gosto de pedalar, embora não o fizesse mais.

Naquele 2.001, voltei a pedalar com um grupo à noite pela cidade de São Paulo, em meio aos carros e com o coração na boca, pelo despreparo.
Em 2004 ao comprar minha primeira mountain bike zero quilômetro, entrei neste mundo incrível das competições e até agora comemoro umas 200 participações; duzentas alegrias incontidas.

Neste período todo, intercalei rolês, passeios e viagens de aventura a bordo de minhas magrelas que tem nomes femininos em homenagem a essas mulheres maravilhosas que pedalam.Em uma das três mais inesquecíveis, viajei de Guarujá até Parati com o George um dos meus filhos, e mesmo ainda quase que totalmente despreparado, chegamos ao nosso destino, são e salvos Na segunda uma ciclo-viagem por Bariloche, em meio a cenários de cair o queixo. A outra, foi uma viagem de aventura do sul do Chile até Bolsón, perto de Bariloche na Argentina, viagem essa organizada pelo Sampabikers As duas deixaram marcas de emoções perenes. Mas, voltando à minha paixão por competições, só estando no meu cantinho preferido de casa posso relembrar a cada uma delas, ocasiões em que celebro como você o amor pela adrenalina sem exceção.
Uma conquista maior se materializou neste ano: de novo o 24 HORAS DE MTB na Categoria Solo, e nesta vez quase sem apoio nenhum, só a camaradagem da Galera do Endurance e do Pirituba Bikers. Foram 36 horas sem dormir, 19 voltas, mais de 160 km pedalados e o 2º lugar garantido e posicionado na metade das categorias participantes na Geral. Até fiz até uma brincadeira com o Edvando de Souza Cruz, um dos melhores atletas da atualidade Em um pequeno filme caseiro, perguntei se ele tinha um troféu desses, e ele respondeu que não. .No entanto, nem vou publicá-lo, tamanha é a desproporção entre os competidores.

Então, desde meu segundo nascimento vivo e sou um biker feliz, graças também ao apoio dos Organizadores e das empresas que a cada dia mais, vem colaborando para a realização dos meus pequenos sonhos, aos quais fui, sou e serei eternamente grato. (Veja a relação deles na parte inferior de meu BlogAgora, uma lista muito mais ampla, se refere ao atletas, competidores, ciclo-turistas ou pessoas como você, como eu, como nós, que adoram pedalar sob várias circunstâncias.
São centenas, são milhares de pessoas que comungam comigo do mesmo prazer, da mesma emoção e que me fazem mais feliz ainda.
A você, a vocês, meus queridos amigos,(e as centenas de amigos,que por falta de espaço, não sairam comigo neste artigo) unidos, nós todos pela mesma paixão, o meu muitíssimo obrigado!

Cantemos agora:

Cumpleaños feliz
Te deseamos a ti (a mi y a nosotros)

Que lo pases muy bien
¡Cumpleaños feliz!

Muito obrigado! Professor Arnaldo
¡Muchas gracias! Profesor Arnaldo