quarta-feira, 26 de outubro de 2011

BRASIL RIDE INOVA COM ETAPA DE CROSS COUNTRY

26 de outubro - O terceiro dia da Brasil Ride 2011, principal Ultramaratona de Mountain Bike da América Latina ficou marcado pela nova etapa de cross country (XC), uma novidade mundial em provas por etapas. A inovação foi elogiada por todos, já que possibilitou ser um dia de "descanso" (ativo) por ser apenas 35Km de prova. No entanto, o percurso técnico exigiu muita habilidade e resistência, com destaque para a passagem os trechos em single track (trilha estreita) e o envolvimento dos moradores. O ponto alto foi literalmente a passagem por dentro da Capela do Bom Jesus, localizada na área mais alta da cidade de Rio de Contas (BA), a mais de 1 mil metros de altura do nível do mar.

A etapa serviu também para integrar o público e atletas, já que os competidores pedalaram num circuito fechado de 7 quilômetros, passando por 5 vezes (voltas) entre os habitantes. Outra novidade recebida por Rio de Contas foi a "corrida" entre as crianças que realmente agitou a praça do centro histórico.

Na competição, o clima literalmente ferveu! O sol novamente compareceu com toda força e as disputas foram acirradas devido a regra diferenciada no "cross country," em que as duplas puderam separar-se e lutar individualmente pela vitória. O resultado final foi calculado pelo tempo médio de chegada entre os dois competidores.

O campeão da etapa foi Kristian Hynek (Future Cycling-Sweep) com o tempo total de 1 hora e 33 minutos e 58 segundos, apenas 2 segundos mais veloz do que o português Luís Leão Pinto (Team Spano-Luso), numa chegada emocionante em sprint. Ambos mantiveram uma velocidade média incrível de 22.3 km/h, mesmo precisando empurrar a bicicleta no trecho de chegada à igreja.
O suíço Lukas Kauffman ficou com a terceira posição, seguido pelo brasileiro Josemberg Pinho, que envolveu-se num incidente a metros finais do pórtico de chegada, perdendo o tempo precioso. O quinto lugar foi de Tomas Vokrouhlik (BMC), da República Tcheca que vem recuperando na prova depois da etapa anterior em que precisou pedalar mais 100 km com mono-marcha (single speed) depois de enfrentar problemas mecânicos na transmissão.

No entanto, o resultado final pela somatória dos tempos dos respectivos parceiros, a equipe da República Tcheca que defende o título da prova confirmou o primeiro lugar, seguido pelos brasileiros, Montoya e Catalão, os apelidos de Josemberg Pinho e Raphael Mendes, que levaram também a melhor na categoria Brasil. Em terceiro ficou o time dos campeões ibéricos, Luís Leão Pinto e Alejandro Dias Lopez.

O Brasil foi muito bem representado na categoria Máster com a vitória individual de Abraão Azevedo, mas a diferença não foi suficiente para tirar a camisa de líder dos suíços Barti Bucher e Hansjuerg Gerbe. Nas categorias: mista e no feminina não houveram modificações na classificação geral, com a liderança de Ivonne Kraft & Mateus Ferraz e Adriana Nascimento & Sabrina Gobbo.

A quarta etapa da Brasil Ride será marcada pela grande beleza do trajeto, em que poderá avistar o pico do Barbado com 2033 metros de altitude, o maior de todo o nordeste brasileiro. O desafio serão duas subidas mais fortes, com o piso predominantemente em pedra solta, que somarão 2343 metros de desnível acumulado.


Brasil Ride tem o patrocínio da RC Bikes, Shimano e TAP Portugal. Para resultados completos e fotos, acesse: www.brasilride.com