sábado, 23 de junho de 2012

Suiça e Brasil dividem triunfo no DCA Sprint Eliminator da CIMTB em Divinópolis


Nesta edição, Vídeos especiais: 
Rubinho LONDON TOP
Equipe Ravelli e os infiltrados
Bastidores (Making Off) do DCA Sprint Eliminator e CIMTB em Divinópolis

                                                     
O suíço Lukas Kalfmann não deu moleza para os brasileiros e venceu com folga na Elite Masculina. Porém na Elite Feminina, venceu a bela jovem mineira, Isabela Lacerda, chegou à frente de Roberta Stopa e Érika Gramiscelli, reconhecidamente, as melhores atletas da modalidade, provando que vem surgindo uma nova geração feminina, entre elas Raiza Goulão, que ficou na quarta colocação.

Começou quente a festa do Cross Country em Divinópolis, com o DCA Sprint Eliminator, com cobertura ao vivo pela TV INTEGRAÇÃO, para 450 municípios mineiros com mais de 4 milhões de espectadores além de reportagem especial da "Nóis na Fita A TV", graças principalmente, ao apoio da Shimano Latin América, patrocinador do evento.

Foram 40 atletas inscritos no total. São 27 homens e 13 mulheres. Atletas da Super Elite Masculina, Elite Feminina, Júnior e Sub 23  participaram de uma tomada de tempo em baterias de quatro atletas por vez. Quem não pedalou com força não esteve na grande final.

Eles se alinharam lado a lado e percorreram o circuito de aproximadamente 600m na arena do Parque de Exposições. Quem foi mais rápido nas tomadas de tempo, prosseguiu. O que contou foi o tempo. Vencer uma bateria não indica que terá tempo melhor que o segundo colocado de outra bateria por exemplo. Esse modelo de prova é disputado nas grandes provas do mundo e a UCI escolheu este ano 10 lugares para serem realizadas. E as etapas de Cross Country da Copa Internacional de MTB foram escolhidas entre esses lugares. Além de uma honra, é uma mostra que a competição está no caminho certo pela busca da excelência.

O atleta que participou da tomada de tempo já ganhou um ponto de bonificação que vale para ranking da Copa Internacional. Aos vencedores garantiram 10 pontos para o primeiro, 8 para o segundo, 7 para terceiro, 6 para quarto, 5 para o quinto, 4 para o sexto, 3 para o sétimo e 2 pontos para o oitavo. Os que se classificaram entre as o 9 º e o 32 º lugar cada atleta ganharam um ponto. Do primeiro a terceiro colocado, houve premiação em dinheiro e até o quinto, levaram medalhas da prova. O valor simbólico para participar da prova é de dez reais para todos os atletas inscritos.

O bicampeão das etapas disputadas anteriores foi o mineiro de Uberlândia Luiz Henrique Cocuzzi. Ele venceu em Araxá e São Lourenço. Entre as mulheres, Noelia Margaria da Argentina venceu em Araxá e São lourenço também. 


Henrique Avancini, o vitorioso entre os brasileiros


O final de semana começou bem. Hoje fiz segundo na "sprint eliminator" da Copa Internacional. O suiço Lukas Kaufmann venceu a prova. Fui avançando nas eliminatórias tentando poupar o máximo possível para a prova de amanhã.


Na final vacilei um pouco nos primeiros metros, entrei na primeira curva em segundo e na parte de trás da arena encostei para tentar atacar. A única boa oportunidade pra atacar... seria na descida das escadas que no final tinha uma curva fechada, mas pra isso eu teria que entrar na escada colado nele. Armei o ataque mas uma curva antes da escada perdi a frente da bike, bati o pé no chão e não caí por muito pouco. Aí perdi contato e não daria mais para lutar pela vitória. Ainda tive que me defender até o último metro do Thiago Aroeira para chegar na segunda posição.


Rubinho LONDON TOP





Equipe Ravelli e os Infiltrados







Bastidores (Making Off) do DCA Sprint Eliminator e CIMTB em Divinópolis







Artigo em constante edição. Fique ligado