quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Érika Gramiscelli tenta sua primeira vitória em Congonhas na última etapa da CIMTB

A grande fera mineira do Cross Country brasileiro, Érika Gramisceli, tenta vencer pela primeira vez a etapa Congonhas - MG da Copa Internacional de Mountain Bike, que repetindo a fórmula de sucesso dos anos anteriores, o Desafio Internacional de Maratona que acontece no dia 19 de agosto e terá o mesmo circuito da final desde 2007.

Para ampliar, clique no mapa

A pista deste ano será idêntica a dos anos anteriores. “Estamos repetindo o circuito dos anos passados, pois tivemos uma aceitação muito grande dos atletas. Esta decisão foi baseada nos resultados da pesquisa realizada onde 98% gostariam de correr no mesmo circuito. Como a maior parte dos atletas são amadores eles usam os tempos dos anos anteriores como grande adversário”, explicou o organizador Rogério Bernardes.
No final do percurso, os competidores voltam a subir a ladeira do Bom Jesus, no centro histórico da cidade.
“Quem correu nos anos anteriores lembra da alegria e da emoção que dá, quando, no final da prova, os atletas tem que subir aquela ladeira do centro histórico de Congonhas. Aquilo é para fechar a prova com “chave de ouro”, brinca o organizador.


Além de enfrentar as dificuldades da pista, os atletas poderão encontrar belas paisagens e trechos marcantes na história do Brasil. Durante grande parte da prova, os atletas passam por trilhas com marcos da Estrada Real, que durante muito tempo serviu como caminho de escoamento do ouro no país.
“A prova de maratona tem um formato muito diferente do cross country. Ela atrai muito mais o público que gosta de pedalar, mas não tem tanto interesse na competição. Por isso, decidimos fazer uma prova com um circuito desafiador mas que também é muito bonito e de forte interesse histórico e cultural. Quem competir vai gostar, com certeza”, descreve Bernardes.