domingo, 16 de março de 2014

Calor intenso, pontos de hidratação e mais de uma centena de ciclistas piratas agitaram o Bigbiker Taubaté

OPINIÃO

Caracas! Se o ator Johnny Depp, personagem principal da série de filmes Piratas do Caribe fosse convidado a participar do Bigbiker, ele teria um elenco completo, tamanho era o número de penetras, que bem daria o inicio de outra série que se chamaria "Piratas de Taubaté!" 

Digo isso, porque além do calor intenso, que castigou os quase 1.749 atletas legalmente inscritos, os mais de uma centena de ciclistas piratas, muito provavelmente fizeram com que durante a passagem dos pilotos da largada as 9:30 não tivessem água disponível no Ponto de Hidratação do km 11, bem como não tivesse copos de água suficientes nos outros pontos do circuíto, pois o calor era intenso e não havia um ventinho sequer.

Não posso afirmar se houve falha da organização quanto a quantidade de copos de água em cada ponto, mas pude constatar que os Staffs da prova, tentaram minimizar o problema nos outros quilômetros, oferecendo água aos ciclistas, que eram retirados de galões de água mineral de 25 litros, inclusive num desses pontos o próprio Gonga tratava de encher as caramanholas, garrafinhas e mochilas de hidratação, até mesmo para os piratas.

É claro que eu, Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV", fiquei muito apreensivo e chateado, quando da falta de água no primeiro ponto, mas nos meus 10 anos de Bigbiker, nunca, nunca mesmo, constatei uma situação dessa ordem. No entanto, como escrevi acima, a Organização,  durante o decorrer da maratona, tratou de minimizar ou resolver o problema.

Agora, seria interessante observarmos uma parte do Regulamento do BIGBIKER 2014:

4.2. Da bike
Indica-se levar ferramentas, câmaras de ar, bomba e reservatórios para água.

7. Alimentação, logística e apoio particular
Todos os participantes deverão ser auto-suficientes e serão eles mesmos os responsáveis pela comida e bebida ao longo da prova, assim como, em caso da utilização de veículos de apoio.

Portanto, antes de nos alvoraçarmos como paladinos da justiça, o melhor seria observar que está escrito no Regulamento do BIGBIKER 2014, ou seja, reservatório e água durante a prova é de responsabilidade do ciclista.

Claro que o Staff do Bigbiker, bem como das outras competições, não levam ao pé da letra, esses itens e oferecem água à vontade, até para uma ducha improvisada.

Assim, cabe a todos um reflexão serena e justa do ocorrido, além do que, os centenas de ciclistas piratas deveriam fazer sua inscrição e trazer sua própria água, pois água disponibilizada na prova, deveria ser destinada a aqueles que pagaram por ela, até porque havia até equipe pirata uniformizada. É o fim da picada!

Tenho dito!

Leia o pequeno relato do meu amigo José Maria da Silveira sobre os piratas e a ajuda das pessoas no ponto de apoio oficial:

"Os piratas empurravam no meio, tornando a subida do Morro Alto um suplicio infernal. Quanto à água, faltou mencionar que várias famílias se dispuseram a servir água no caminho. Meu camelo de 2 litros, mais 1/2 litro de gatorade não foram suficientes. Graças a essas pessoas pude tomar 1,5 litro a mais salvadores."