sábado, 15 de março de 2014

Show dos cicilistas da Elite Brasileira nos Jogos Sul Americanos de Santiago no Chile

As feras da Categoria Elite do Mountain Bike Brasileiro dão um verdadeiro show de pilotagem e companheirismo, culminando com dobradinha de Henrique Avancini como campeão e Rubens Donizete Valeriano agraciado como vice campeão. nos Jogos Sul Americanos de Santiago no Chile.

Já na Elite Feminina, Raiza Goulão, deu tudo de si e conquistou o vice a poucos da argentina Augustina Maria Apaza.

Declarações de Henrique Avancini e Rubens Donizete Valeriano sobre sua festejada glória:
HENRIQUE AVANCINI
Que carrerón! Trabalho bem feito nos Jogos Sulamericanos 2014 em Santiago com uma linda dobradinha brasileira, com ouro pra mim e prata pro Rubinho.

O ritmo da prova foi frenético...Não esperava uma corrida tão forte em um circuito tão desgastante, mas o ritmo foi loucura desde o começo da prova, com muito ataques. Na primeira volta eu e Rubinho fechamos na 4ª e 5ª colocações. Sabíamos que o argentino Soto(atual medalha de bronze no mundial de sprint eliminator) e o colombiano Fabio Castañeda (atual campeão Panamericano de MTB) atacariam desde o começo e na primeira volta começamos a bater guidão e então tirei um pouco o pé e esperei a corrida desenvolver um pouco mais.

A partir da segunda volta começamos a fazer uma boa recuperação. Me senti muito embalado pelo circuito lotado e um público muito vibrante. 

Na terceira volta começamos a trabalhar em equipe, revezando e atacando para eliminar os atletas de outros países, primeiro a dupla colombiana e depois começamos a perseguir o argentino. Ao final da terceira volta alcançamos o Catriel Soto e o Rubinho lançou um ataque. Fiquei junto com o Catriel e o Rubinho foi abrindo até ficar 10 segundos à frente. Quando chegamos na última subida dura do circuito lancei um ataque seco para que o Catriel não tivesse reação e assim eu não colocaria a vantagem do Rubinho em risco. Ao final da volta, fechamos em 1° e 2° com o Soto sempre ali, a uma diferença de 5 – 10 segundos. 

A partir deste momento fizemos um belo trabalho de equipe. Seguimos revezando a ponta nas partes mais roladas do percurso para consolidar a diferença, mas só conseguimos sacramentar a liderança na última volta. No começo da última volta, falei com o Rubinho para continuarmos revezando para não correr riscos e na parte final da prova nós decidiríamos a prova entre nós dois.


Em uma subida mais dura coloquei um ritmo forte e o Rubinho acabou perdendo o contato e então abri o gás para manter a liderança até cruzar a linha de chegada e garantir o ouro para o Brasil.

Acho que nosso resultado mostra a evolução do MTB brasileiro como um todo e aproveito para agradecer ao Rubinho por deixar nossas várias divergências do passado, de lado, e representarmos o Brasil como uma equipe, correndo juntos e honrando a camisa do Brasil.

Estes foram meus primeiros Jogos e estou feliz demais com a vitória.


Dentro do planejamento com meu treinador , Hélio de Souza, aplicamos uma sobrecarga de treinamento pré-prova fora do normal, na terça-feira, e resolvemos “sacrificar” um pouco o desempenho na competição. Mas mesmo assim fiz uma grande prova e o corpo rendeu...

O ciclismo está indo muito bem nos Jogos, e já garantiu 3 ouros e várias medalhas e ainda faltam as competições masculina e feminina do ciclismo de resistência.


Dentro do planejamento olímpico esta competição não tem uma importância grande diretamente, mas indiretamente pesa muito, pois agora a CBC tem condições de pleitear um apoio e uma delegação de staff maior, nas próximas competições neste formato. A comissão técnica do ciclismo tem que fazer milagre porque são muitos atletas pra pouco suporte. Imagine um mecânico atendendo 25 atletas de 4 modalidades...Impossível atender todos com um bom trabalho. Mas os atletas fizeram um grande trabalho e agradeço a comissão técnica da CBC pela boa vontade em nos atender da melhor maneira possível dentro das possibilidades.

Depois de 6 dias na Andalucía Bike Race(Espanha) e a Taça Brasil no final de semana passado, a sequencia será a CIMTB em Araxá, que considero o meu último “treino-teste” para o Panamericano de MTB em Barbacena. Pelo que senti hoje, acredito que será uma prova espetacular pra quem for assistir.

No caminho certo...

Vamos pra próxima e pra cima deles!



RUBENS DONIZETE VALERIANO

Competição finalizada, primeira menti quero agradecer a DEUS por me proteger tanto a mim e minha bike MERIDA 27,5 e muito obrigado a todos do Brasil pela torcida, prova muito intensa do início até a linha de chegada a onde não fiz uma boa largada mas fiquei ali marcando os primeiros que era o Argentino e Colômbia e já a segunda volta alcancei o Henrique e ali começamos a trabalho pra buscar os primeiros e encostamos no colombiano e ficamos ali revesando até o colombiano sobrar, e fomos buscar o primeiro a onde encostamos e eu passei ele forte e o Henrique ficou marcando ele é aí o Henrique
encostou em mim e ficamos revesando pra ele não encostar e abri a última volta mas na metade da última volta começou a me dar cãibras e o Henrique abriu de mim e ali comesei a me concentrar e de terminar a prova mesmo com cãibras mas consegui segurar a medalha de prata até a linha de chegada estou muito feliz com o resultado e pelo Brasil, muito obrigado a minha esposa Tati Valeriano ao Cadu Polazzo e a minha equipe MERIDA TMP Embalagens todos apoiadores MAXXIS, GU ENERGIA, Ekoi Brasil, SUSPENSÃO-FOX, capacete sapatilha GIRO e a todos de Poços de Caldas-MG e Monte Santo de Minas-MG obrigado a todos.

PÓDIO DE RAIZA GOULÃO