quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Técnico da Seleção Brasileira de MTB mostra como aproveitar as festas sem prejudicar os treinos

Professor e mestre em Fisiologia do Exercício, Cadu Polazzo orienta atletas amadores e profissionais no final do ano


São Paulo (SP) – Para atletas amadores e profissionais, o final do ano é o período perfeito para tirar o atraso e mergulhar de vez nos treinamentos. Com mais tempo para descanso e treinos, muitos preferem reforçar as atividades físicas nos últimos meses do ano. Mesmo assim, alguns competidores optam por aproveitar essa fase ao lado da família e dos amigos, esquecendo os treinos e até exagerando um pouco na reta final da temporada.
Então, como aproveitar as festas de Natal e Ano Novo sem prejudicar o trabalho desenvolvido durante o ano todo? Segundo o professor e mestre em Fisiologia do Exercício e treinador da Seleção Brasileira de MTB, Cadu Polazzo, a solução é manter a disciplina na alimentação, seguir a rotina de atividades físicas e, principalmente, evitar exageros. Confira abaixo as dicas dele:
Dia após as festas
“Existem dois perfis mais comuns entre os atletas. O profissional treina normalmente nesse período e não tem o hábito de consumir bebida alcoólica. Os amadores param nos dias 24 e 25 de dezembro e 31 de dezembro e 1º de janeiro. Nesse caso, a recomendação é tomar cuidado com o dia pós-festas, quando dormiu menos, comeu muito no dia anterior e teve um sono ruim. A sugestão é acordar mais tarde e hidratar-se bastante: aproximadamente 2 a 4 horas antes do treinamento.”
Período transitório
“Normalmente essa pausa nos treinos acontece um pouco antes, entre setembro e novembro. Mas caso o atleta queira fazer o seu período transitório no final do ano, o ideal é que ele não fique totalmente parado. Aproveite as férias para fazer uma atividade diferente e tire o stress dos treinos das costas. Caminhada, corrida, voleibol, natação são esportes que podem ajudar o atleta a manter a forma física e ainda se divertir. Se optar pela pausa total, o que não é o mais indicado, lembre-se de retomar os treinos devagar para evitar lesões. Se uma pessoa para por 14 dias, ela pode levar até 1 mês para retomar o ritmo em que estava”.
Tome cuidado!
“Os principais fatores que podem afetar diretamente o ritmo do atleta durante o treino são noites mal dormidas, alimento pesado e abuso do álcool durante esse período. Se exagerou no Natal e Ano Novo, quando voltar ao treino não adianta ter pressa e querer recuperar tudo rapidamente. É preciso começar com uma carga mais leve e aos poucos, para evitar problemas mais pra frente”.
Descansar é importante
“O período das festas de Natal e Ano Novo é muito importante para recarregar as energias, ver os familiares e festejar o ano que passou. Acho que todos devem participar, desde que seja com moderação. O importante é estar consciente das orientações quanto à alimentação, buscar atividades prazerosas para tirar o stress do ciclismo e voltar aos poucos, em um ritmo leve e seguro para garantir o melhor resultado”.
Cadu Polazzo é preparador físico e Mestre em Fisiologia do Exercício e Treinamento Esportivo. Atualmente, faz parte da comissão técnica da Seleção Brasileira de Mountain Bike e é o treinador de diversos atletas da Elite brasileira do MTB, como o atleta olímpico Rubens Donizete, Isabella Lacerda, Raiza Goulão, Sofia Subtil, Daniel Grossi e José Gabriel de Almeida.  
SERVIÇO