quarta-feira, 13 de julho de 2016

Pedal de Ilhabela a Praia de Castelhanos é um clássico do MTB


O Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita a TV", juntamente com dois de seus inúmeros amigos de pedal, curtiu um reencontro, aproveitando para fazer um "bate e volta" em Ilha Bela, cujo destino, a Praia de Castelhanos é um clássico para os amantes do Mountain Bike, neste início e férias escolares do mês de julho, unindo montanha e praia ao mesmo tempo.

"Eu já tive a oportunidade de cruzar Ilha Bela em direção à Praia de Castelhanos com dois grandes amigos de pedal, Paulo Moraca e Luis Trilha, este último morador da vizinha cidade de Caraguatatuba, em muitas ocasiões e esse percurso é um dos favoritos de todos, razão pela qual, de tempos em tempos, nós marcamos esse rolê, que tem um valor especial para nós." inicia a conversa o Professor.

"De Ilha Bela ao ponto mais alto da montanha ruma à Pra de Castelhanos somam 750 metros de ascensão em 13 km de pedal desde a Balsa. Logo no inicio da descida, num percurso de 9 km, existe um mirador, que dá uma bela imagem da beleza dessa praia deserta, alcançada por um percurso desafiador que não apresenta praticamente nenhum trecho plano em quase todo seu percurso." continua o intrépido Professor.

"Chegando em Castelhanos é uma festa: praia limpa, poucos restaurantes bem típicos, com um bom cardápio de de peixes e crustáceos, é claro, um cenário paradisíaco que é visitado pelo grupo várias vezes no ano, dado ao dasafio de, principalmente voltar a Ilha Bela, pois  há que ascender 750 metros em apenas 9 km, exigindo perícia e força do biker que não quiser por o "pé no chão", lembrando que alguns trechos apresentando inclinação elevadas e muitas pedras, já que a trilha é usada por empresas de turismo, que trazer turistas de todo o mundo para conhecer essa praia maravilhosa. 

Concluindo: como um pedal só é pouco, no dia seguinte em Caraguatatuba, tive a oportunidade de fazer um pedal maneiro até o Poço das Antas, com o meu camarada Luis Trilha e de brinde no meio do trajeto, tive a felicidade de cruzar com o Edivando de Souza Cruz, um dos maiores nomes do Cross Country brasileiro, com o qual tenho a honra e o prazer de ser amigo.

"Ufa! É muita sorte mesmo!" - conclui o Professor Arnaldo, que se prepara para em setembro desvendar os segredos do Deserto do Atacama, se tudo correr bem em uma semana de místico pedal com ciclistas chilenos, que tem como finalidade arrecadar fundos para as crianças pobres do mundo.