segunda-feira, 12 de junho de 2017

Pedalar de Pamplona a Saint Jean Pied de Port é um bom começo para o Caminho Francês

O Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV" e novo colaborador do Movimento Bike Line, empresa voltada para auxiliar em todos os sentidos, para que pessoas a pé ou de bike, possam concluir qualquer um dos vários Caminhos que chegam a Santiago de
Compostela, no norte da Espanha, neste momento está fazendo o Caminho Francês, mas antes aceitou o desafio do seu amigo Fernando Braga, diretor comercial da Bike Line, a começar pedalando desde Pamplona na Espanha a Saint Jean Pied de Port, ou seja, no sentido contrário ao término do Caminho.

"Depois de uma longa viagem a Madri e horas de trem a Pamplona, pouco antes do meio dia deste último dia 4 de junho, eu e meu amigo Marcelo Bruder, ajustamos as bikes, enchemos os alforges e começamos o pedal pelos arredores desta linda cidade da Comunidade Autônoma de Navarra" - inicia o relato do Dasafio, o Professor, sob uma temperatura de 14 graus positivos e tempo fechado.

"Mal percorremos uns 10 km e começou a chover copiosamente, o que nos levou a ir até Roncesvalles por rodovia, já que chovia a muitos dias na região e não sabíamos como estaria o Caminho Oficial dos Peregrinos, chuva esta que durou até o km 35 mais ou menos.

Ao chegar a Roncesvalles "Pueblo" aos pés do Pirineus, montanha que divide a Espanha e a França, a temperatura já havia caído a menos de 10 graus, mas como a dupla não é feita de açúcar, começamos uma pequena escalada de uns 2 km, quando caiu um toró daqueles,  bem no começo de uma espetacular descida de 23 km até Saint Jean Pied de Port, pequenina e linda cidadela francesa, começo oficial do Caminho Francês.

Gente, aí foi um perrengue daqueles, a temperatura caiu mais ainda, a chuva aumentou e eu pedalei montanha abaixo na casa dos 45 km/h para não morrer congelado." - lembra o Professor.

"Concluindo, para quem gosta um bom Desafio, é uma bela aventura acrescentar a sua ciclo peregrinação, mais 81 km e uns 1.200 metros de elevação na conta. 

Assim, está feito a divulgação do pedal, que de quebra vai evitar gastos com traslados de carro ou táxi até a França, lembrando que é uma boa só para os fortes." encerra o Professor Arnaldo Farias.

Em breve, primeiros dias da ciclo peregrinação pelo Caminho Francês.

Fique ligado!!!