sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Abraão Azevedo e Fabio Rigueira contam conosco para participarem do Cape Epic e Ironman 2018

Os atletas Abraão Azevedo e Fabio Rigueira, fonte de inspiração para tantos de nós que amamos o esporte, respeitosamente necessitam do nosso apoio para estarem cada um deles, presentes na Edição de 2018 do Cape Epic e Ironman, respectivamente.

Campanha de financiamento - Abraão Azevedo no Cape Epic 2018

O nosso querido brasiliense Abraão Azevedo dispensa comentários, um multi campeão no Mountain Bike, se apresenta para competir pela última vez na Categoria Master do Cape Epic, cujas condições de financiamento, dados do atleta e vídeo explicativo podem e devem ser acessados pelo portal:
 https://benfeitoria.com/AbraaonoCapeEpic2018

Então, vamos nos apressar que a campanha vai só até 24 de janeiro de 2018.

Fabio Rigueira no IRONMAN 2018 - Superação
Amigo do Professor Arnaldo, editor chefe da "Nóis na Fita A TV", desde que se conheceram no Velotour 2016 no pedalando pelo Circuito do Vale Europeu em Santa Catarina, Fábio de Queiroz Rigueira, surfista nas horas vagas e ciclista profissional, praticante do chamado “cicloturismo” – atividade que não visa a competição e consiste em realizar viagens utilizando somente a bicicleta. Além disso, ele toca guitarra, violão e bateria. Achou muita coisa? Então imagine fazer tudo isso com apenas uma perna. Pois é assim que Fábio vive, sem prótese, com a ajuda de muletas.

A vida de Fábio no esporte começou aos nove anos, logo após o seu tratamento contra o câncer, quando ganhou do pai a primeira bicicleta e prancha de surf. “Não havia o que me parasse. Com o incentivo de meu pai, até como forma de me tirar daquela situação, fui me superando, querendo alcançar caminhos ainda mais longos”, afirma o esportista, que desde então não parou mais de praticar exercícios físicos.
Na natação, além do vice-campeonato na travessia Mar Grande/Salvador, em 1998, Fábio também foi vice-campeão no torneio Norte/Nordeste do Circuito Loterias Caixa, em 2011, mesmo sem apoio financeiro e de patrocinadores, uma carência dos paratletas. “Quando eu estava treinando, via uma certa dificuldade, pois tentava apoio e não conseguia. Era muito mais fácil conseguir incentivo de amigos ou de lojas pequenas”, lembra.
Os treinos e a preparação, que já começaram, contam com uma rotina de trabalho que tem início às 4 horas da manhã e inclui musculação, pilates e spin bike, corrida, natação além de uma alimentação balanceada.
Assim, como não podemos titubear, tratemos de acessar o Portal do Fabio Rigueira:
Portanto, nada de desculpas, pois em ambas campanhas, as contribuições começam em míseros 10 reais e não há nenhum motivo plausível para deixarmos de incentivar essas duas feras que tanto nos inspiram.

Não é mesmo? Bora lá! É BRASIL!!!